Últimas

Prefere Coca-cola? Smartphone Pepsi P1 pode não alcançar meta de financiamento

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Não é incomum para as empresas de celulares fazerem alianças com outras marcas, a fim de vender edições especiais de seus telefones. Ainda assim, quando ouvimos pela primeira vez que a Pepsi estava construindo o seu próprio smartphone, parecia algo muito estranho. Aparentemente, a empresa não iria se contentar com apenas um celular no mercado, onde poderia começar a construir uma linha inteira de acessórios e produtos relacionados com a marca para complementar seus produtos atuais voltados para moda, além de tornar o valor da empresa maior no mercado. Não demorou muito até que ouvimos que o smartphone Pepsi P1 foi oficializado, para que pudéssemos confirmar todas as suas especificações.

O telefone seria vendido como parte de uma campanha de crowdfunding e seria comercializado exclusivamente na China. A campanha parecia ter um bom começo, mais de 2 mil interessados investiram no produto, conseguindo obter mais de US$ 9 mil poucas horas após ter iniciada a campanha. Hoje, a mesma atingiu mais de US$ 200 mil com média de 12 mil interessados no produto, que pode parecer aceitável, mas a meta final ainda é US$ 500 mil – o que mostra que os quatro dias finais não serão suficientes para conseguir a grana restante e financiar o projeto. O sucesso inicial pode ter vindo do fato de que o telefone foi prometido por um preço bem baixo (US$ 78), enquanto o lote atual está sendo vendido por US$ 155, que não é um preço ruim para as especificações do aparelho, mas talvez o mercado chinês esteja um pouco cético em relação à marca.

O Pepsi P1 é na verdade uma adaptação do smartphone Halo 7, ambos os quais são fabricados pela empresa chinesa Koobee, mas não parece trazer nada de novo para o segmento, além de alguns conteúdos da marca Pepsi e o logotipo na parte traseira, ao contrário de algumas outras colaborações que trazem cores exclusivas ou mesmo o uso de diferentes materiais de construção. Em termos técnicos, o modelo conta com uma tela de 5,5 polegadas e resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), 2 GB de RAM, chipset MediaTek MT6592, incluindo processador de oito núcleos, rodando a 1,7 GHz cada, além de GPU ARM Mali-T720, 16 GB de memória para o armazenamento interno, expansível via cartão microSD, câmera principal de 13 megapixels, câmera frontal de 5 megapixels, bateria de 3.000 mAh e Android Lollipop como sistema operacional.

Isso significa que a Pepsi poderá desistir do mercado de smartphones? Algumas unidades foram vendidas, o que pode indicar que uma redução de preço atraia mais clientes. No entanto, com o fracasso na campanha coletiva, talvez o Pepsi P1 não seja a aposta certa neste momento.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *