Últimas

Projeto visa construir telas de smartphones que não consomem energia

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O Bodle, patente da startup Bodle Technologies, promete trazer para os smartphones o que praticamente todos os usuários sonham: economia de energia quando se trata de telas. O projeto nasceu de alunos e pesquisadores da Universidade de Oxford e consiste em um material com características de mudança de fase, ou seja, ele tem a capacidade de regular variações de temperaturas em sua superfície.

A grande discussão sobre o projeto gira entorno da questão da luminosidade da tela de um smartphone que, sem dúvida alguma, é o fator que mais consome energia dos aparelhos.

Numa tela de vidro, como explicado por seus idealizadores, o Bodle pode determinar a qualidade de calor e qual será a frequência de cores a ser transmitida por curtos disparos de eletricidade. O material consegue manter brilho, nitidez e a alta resolução funcionando normalmente utilizando baixos níveis de energia, e dependendo do uso, nenhuma energia será necessária para que a informação seja exibida nos displays.

O material serve para várias aplicações e não se limita apenas aos smartphones, podendo ser aplicado também em janelas de prédios para regular a passagem da luz do sol e ondas infravermelhas, por exemplo.

Esta tecnologia é capaz de fornecer telas com cores vívidas que se assemelham ao papel, mas com resolução muito alta. Ele também é capaz de renderizar vídeos em extrema resolução que também podem ser vistos com luz solar iluminando a tela.

O projeto já recebeu os primeiros investimentos de grandes empresas, embora a Boble Technologies tenha se limitado a não revelar quais os nomes por trás destes investimentos. Embora promissora, a tecnologia não deverá chegar tão cedo para o mercado e um primeiro protótipo deve ficar pronto nos próximos meses.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *