"Se a trama é boa, ninguém é insubstituível", diz Aguinaldo Silva


Durante a gravação de ‘Império’, o autor teve que substituir Drica Morais por Marjorie Estiano


Redação iBahia
(variedades@portalibahia.com.br)

Transmitida em 2014 pela TV Globo, a novela Império recebeu inúmeros prêmios. O último deles foi o Emmy Internacional 2015, como melhor novela. Diante dos frutos colhidos, o autor do folhetim, Aguinaldo Silva, ainda fala sobre a experiência. 

Um dos pontos altos, ou pelo menos, mais comentados, de Império foi a saída da atriz Drica Moraes, que interpretava a vilã Cora. Com problemas de saúde, ela precisou se afastar. Naquele momento, Aguinaldo optou por não tirar a personagem da trama, e sim trocar a atriz por Marjorie Estiano. 

Foto: Ag News

 

“Foi um momento que eu tive que tomar uma decisão muito rápida e uma decisão que era um tiro no escuro. As pessoas podiam rejeitar aquela troca, não é? Aí, a novela não seria mais a mesma. Foi uma decisão muito arriscada, e eu confesso que tomei essa decisão mesmo sofrendo alguma resistência, porque as pessoas achavam que não ia dar certo. A gente descobre que ninguém é insubstituível: nem o vilão, nem a mocinha, não é? Na verdade, isso é uma coisa que eu aprendi com Império: se a trama é boa, nenhum ator é insubstituível”, disse em entrevista ao colunista Leo Dias, do ‘O Dia’.

Ainda sobre Império, Aguinaldo disse que a novela trouxe a certeza de que esta não é a hora de se aposentar. “Foi a novela que me deu mais alegrias, não só por causa dos prêmios que eu recebi, que foram vários, mas também porque ela me deu a sensação de que eu tenho muita coisa para fazer na vida, inclusive novelas. Não sou uma pessoa que está no ponto de se aposentar, não”, garantiu. 

Fonte: iBahia.com.br
Matéria publicada pelo site iBahia. Todos os créditos e direitos para o referido portal.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *