Sem chances de chegar ao G4, Sport enfrenta o Corinthians querendo terminar bem a Série A

Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Sport encara o Corinthians às 16h (do Recife) neste domingo, na Arena Pernambuco

A sentença decretada pela matemática é definitiva e irrecorrível.  Quando ela chega, a esperança acaba. O que sobra são lamentos e reclames (pelos pontos desperdiçados por falhas ou erros de arbitragem). Neste sábado, o sonho do Sport chegar ao G4 da Série A acabou. A vitória do São Paulo sobre o Figueirense por 3 a 2, no Morumbi – sacramentada no último lance da partida, aos 49 minutos -, deixou a zona da Libertadores fora do alcance do Leão. Nem mesmo se o G4 se transformar em G5. E assim, o jogo contra o Corinthians, neste domingo, às 16h, na Arena Pernambuco, tornou-se a primeira de duas despedidas da temporada.

Antes da partida dos adversários diretos, o meia Diego Souza já admitia que a motivação do time para o jogo contra o Corinthians seria abalada caso não fosse mais possível alcançar o G4. “A gente torce para que a gente continue com chance porque é difícil você entrar em campo sem aquele objetivo”, afirmou o meia na última sexta-feira. Sem mais chances, resta ao elenco buscar motivações secundárias.

Uma delas passa pelo discurso de “terminar bem o campeonato”. No caso do Sport, encerrar como nunca encerrou. Desde que o Brasileirão passou a ser disputado por pontos corridos (em 2003), por exemplo, o Leão nunca conseguiu fechar a competição entre os dez primeiros. Algo que virá com uma vitória hoje. O próprio Diego, na mesma entrevista, destacou esse fator, ao fazer um balanço prévio do 2015 rubro-negro.

“É uma temporada vitoriosa. Sem dúvida já foi. Estamos batendo recorde de melhor campanha em pontos corridos (o Sport nunca tinha passado dos 52 pontos) e ainda faltam duas rodadas”, considerou o meia, um dos pilares do elenco no Brasileirão.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DA SÉRIE A DO BRASILEIRO

Um pensamento que o técnico Falcão alimenta desde que chegou ao Sport, diga-se. O treinador sempre evitou em falar que o objetivo era o G4. O seu foco sempre foi vencer jogo a jogo. “Nosso objetivo é fazer um bom jogo. Sempre é. Independentemente do que vai acontecer depois. Em respeito aos jogadores, à instituição e ao campeonato, nós queremos jogar bem. Temos que pensar em fazer um bom jogo e pensar única e exclusivamente na gente”, pontuou.

O time
O Sport terá apenas uma novidade para o jogo contra o Corinthians. Após cumprir suspensão, o artilheiro do time, André, 12 gols, está de volta à equipe. Sendo assim, Hernane Brocador volta a ficar como opção no banco de reservas. Com todos os atletas titulares à disposição, o Sport não deverá ter novidades para o duelo frente ao campeão brasileiro.

Ficha do jogo

Sport
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Diego Souza, Marlone e Elber; André. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Corinthians
alter; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Rodriguinho, Jádson e Romero; Vagner Love. Técnico: Tite.

Estádio: Arena Pernambuco, no Recife. Horário: 16h (horário do Recife). Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-FIFA). Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC-FIFA) e Bruno Boschilia (PR-FIFA). Ingressos: Sócios (a partir de): R$ 30. Público geral (a partir de): R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia).

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *