Últimas

Senador dos EUA quer proibir criptografia que o país não consiga quebrar

O senador dos Estados Unidos, John McCain, afirmou na última terça-feira, 17, que pretende mudar a legislação para proibir tecnologias de criptografia que o governo não consiga acessar. “Na comissão do senado teremos audiências sobre isso e vamos legislar. [O estado atual das coisas] é inaceitável”, declarou.

A queixa de McCain se dá por conta das recentes ações das empresas de tecnologia do país, que estão desenvolvendo maneiras de criptografar e garantir que seus dados se mantenham longe do alcance das autoridades. A Apple, por exemplo, chegou a declarar que não consegue acessar as informações de usuários armazenadas nos smartphones que ela mesma fabricou, se não possuir a senha correta.

Governo x Empresas de tecnologia
De um lado, o governo dos EUA afirma que a criptografia como a da Apple pode tornar os dispositivos boas escolhas, por exemplo, para pedófilos e criminosos. Os ativistas que defendem a privacidade, no entanto, avisam que qualquer tentativa de enfraquecer a criptografia pode criar um precedente perigoso para governos autoritários de outros países.

Mesmo que seja aprovada, a proibição à criptografia pode ser de difícil execução, já que grande parte das ferramentas possuem código aberto ou são desenvolvidas fora das jurisdições do ocidente.

Via BusinessInsider 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *