Últimas

STJD adia julgamento do recurso do Sport contra perda de mando de campo

JOKA MADRUGA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A briga aconteceu no dia 2 de setembro, em jogo válido pela 22ª rodada da Série A

Saiba mais

Pela segunda vez, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva adiou o julgamento do recurso do Sport contra a punição de uma perda de mando de campo imposta devido a uma briga protagonizada pela facção organizada Torcida Jovem, durante o jogo contra o Coritiba, no dia 2 de setembro, no Couto Pereira. Assim, a sessão no pleno do tribunal, que seria realizada nesta quinta-feira, deverá ser realizada na próxima semana. 

Sendo assim, na hipótese de não conseguir reverter a decisão, o Sport só deverá perder o mando de campo no confronto contra o Corinthians, no dia 29, em jogo agendado para a Arena Pernambuco. Isso porque a partida contra o Atlético-PR, na Ilha do Retiro, acontece no dia 22, e se faz necessário um período mínimo de três dias, desde o julgamento, para que o clube cumpra a punição. No entanto, existe a possibilidade da pena ser cumprida apenas no próximo ano, na Copa do Nordeste ou na Copa do Brasil, competições também organizadas pela CBF.

No entanto, o vice-presidente rubro-negro, Arnaldo Barros se mostrou bastante confiante em uma absolvição do clube. “Estamos trabalhando confiantes de que não seremos punidos. Isso seria um absurdo. No próprio artigo, há um parágrafo excludente de punibilidade, quando o clube por todos os meios possíveis tenta evitar o transtorno, como é o nosso caso. O Sport já destituiu os sócios dessa torcida, não era o mandante do jogo, e estava em um estádio que não é o seu”, alegou. “Caso o tribunal mantenha a punição, a CBF vai determinar qual o jogo o Sport terá que cumprir. E pode ser este ano ou no próximo, desde que em uma competição patrocinada pela CBF”, completou Barros.

[embedded content]

 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *