Telegram desativa 78 grupos públicos ligados ao Estado Islâmico

O aplicativo Telegram surgiu como uma alternativa criptografada e segura ao popular WhatsApp. No entanto, o que serve para usuários legítimos se protegerem de espionagem, também serve para criminosos e terroristas. O resultado disso é que foram identificados vários grupos públicos no aplicativo ligados ao Estado Islâmico.

Assim que soube que seu serviço estava sendo usado pelos terroristas para difusão de propaganda, a equipe do Telegram agiu para bloquear 78 grupos relacionados ao EI, em 12 idiomas diferentes nesta semana.

“Ficamos perturbados ao descobrir que os canais públicos do Telegram estavam sendo usados pelo EI para espalhar sua propaganda. Estamos avaliando cuidadosamente todos os relatos enviados para nós pelo abuse@telegram.org e tomando as devidas ações para bloquear tais canais”, diz a publicação.

Os responsáveis também vão implantar um novo sistema para que seja mais fácil que usuários reportem o conteúdo “censurável” visível para todos os usuários. Até lá, o endereço de e-mail citado acima é a recomendação para relatar casos assim.

Os grupos públicos do Telegram são uma ferramenta implantada há pouco tempo, que permite a difusão de mensagens pelo aplicativo. As pessoas podem se juntar aos grupos para acompanhar as publicações de um emissor principal. Neste caso, o emissor eram membros ou apoiadores do Estado Islâmico.

Via VentureBeat 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *