Últimas

Treinador do Sport deixa análise do jogo em segundo plano e detona arbitragem: "Frustrante"

Paulo Paiva/DP/D.A Press

“Já sofri isso no Bahia, era coisa maluca de situações como essa”, lamenta o técnico Falcão

Saiba mais

Foram pouco mais de 20 minutos de entrevista coletiva, no pós-jogo de Sport 0 x 0 Atlético-PR, neste domingo, na Ilha do Retiro. Grande parte deles dedicados pelo técnico Paulo Roberto Falcão a uma incisiva crítica à arbitragem do goiano André Luiz de Freitas Castro e de penalidades que não teriam sido assinaladas a favor do Leão. A análise da partida em si, apesar dos elogios do treinador feitos sobretudo ao segundo da equipe, acabou em segundo plano.

“Estou falando de dois lances claros no Hernane e, no primeiro tempo, no Marlone. Já sofri isso no Bahia, era coisa maluca de situações como essa. Não estou fazendo choro de perdedor, até porque esse ponto dá ao Sport a maior campanha da história do clube. Mas queríamos mais. Sofri isso no Bahia em lances capitais e não consigo entender por que não é marcado. E olhe que nem estou nem falando do Cruzeiro quando fomos prejudicados em dois lances iguais”, disse Falcão.

Pelas primeiras declarações, o treinador rubro-negro chegou a ser perguntado se havia uma espécie de preconceito contra as equipes do Nordeste. Apesar de ter deixado no ar de que há, sim, uma indisposição com a região, o treinador não deixou isso claro. “O que estou vivenciando aqui já vivi Bahia, estou dizendo isso sob minha responsabilidade. Só isso”, pontuou, antes de prosseguir com a reclamação.

“Para mim, pênalti claro. E aí faz o que com a arbitragem? A arbitragem não tem o direito de cometer tantos erros como vem cometendo e se errar que se puna. Porque se meu jogador não for bem, eu tiro do time. Mas não se faz nada. É muito chato e frustrante essa situação que estamos vivendo e estou falando em cima de um segundo tempo muito bom que fizemos”, afirmou, concluindo em seguida. “Teve gente que chorou no vestiário, saíram esgotados campo… É frustrante”, finalizou.

Fotos: Sport encara o Atlético-PR de portões fechados na Ilha




  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados
  • Paulo Paiva/ DP / D. A Press

    Sport x Atlético Paranaense se enfrentam pelo Brasileiro da Série A de 2015 com portões fechados

Não existe uma descrição para essa imagem ou galleria

 
Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *