Últimas

Tribuna SBTpedia: Mundo Disney: ao mesmo tempo, um sucesso e um problema, por Gabriel Reis

Mundo Disney: ao mesmo tempo, um sucesso e um problema

  

Por Gabriel Reis* (gabrielviannareis@gmail.com)

Anunciado com uma das mais importantes notícias do SBT em 2015, o “Mundo Disney” apresenta em um mesmo produto duas facetas antagônicas: um sucesso de audiência e financeiro de segunda a sábado; e um problema enorme aos domingos.

 Logo do “Mundo Disney”

A tão comentada parceria com a Disney pode ser considerada um sucesso (com exceção aos domingos) por diversos fatores como: manutenção de um público infantil já consolidado no horário; custo zero na aquisição dos produtos Disney, num cenário aonde o dólar vem ficando cada vez mais caro frente ao real; ganho financeiro com o arrendamento de horário cedido a Disney; a importância crucial do momento da assinatura do contrato, coincidindo com o fim da parceria com a Warner Brothers; a capacidade de receber o IBOPE em baixa do “Carrossel Animado” e entregá-lo em primeiro lugar (muitas vezes) para o “Bom Dia e Cia.”; e as constantes lideranças da faixa infantil em cima de programas da Globo como o “É de Casa!” e o “Bem Estar”. 


No entanto, o que se vê aos domingos é um cenário completamente oposto. O horário de 11h00 ás 13h00, atualmente ocupado pela programação da Disney, era dedicado ao “Domingo Legal”, programa de auditório mais tradicional da casa (após o “Programa Silvio Santos”) e que vinha numa disputa ponto a ponto com Geraldo Luís e seu “Domingo Show”. Com a perda de duas horas do “Domingo Legal”, Celso Portiolli estreou o “Sabadão” aos sábados a noite, o que é positivo, pois marca o investimento do SBT num horário historicamente complicado, mas a situação em que a faixa de 11h00 as 13h00 de domingo ficou não é boa.

A troca do “Domingo Legal” pelo “Mundo Disney” causou um estremecimento num horário de forte disputa de audiência, além de uma quebra de público. Enquanto o “Mundo Disney” patina na audiência, o “Domingo Show” bate recorde atrás de recorde. Aonde se via uma disputa entre Celso Portiolli e Geraldo Luís, hoje temos um “baile” da Record todo domingo. No dia 03 de novembro, por exemplo, o “Mundo Disney” marcou 5,2 de média geral, enquanto o “Domingo Show” bateu seu recorde anual com 9,9. 


No entanto, mesmo com a quebra de público cabe à Disney tratar melhor sua faixa horária aos domingos. Uma série de problemas vem ocorrendo com constância desde a estreia que acabaram por impactar a audiência negativamente, são eles: a ausência de filmes populares; a baixa divulgação; erros na transição para o “Domingo Legal”; exibição de filmes diferentes dos anunciados anteriormente. 


Quando da divulgação da primeira promo do “Domingo de Cinema”, sessão de filmes que é exibida dentro do “Mundo Disney” aos domingos, a expectativa era a melhor possível, afinal tinha-se a impressão que a Disney tinha reservado seus grandes sucessos para o dia de maior disputa na audiência: o domingo. No entanto, o que se notou foi que muito se prometeu e pouco se cumpriu. Se na chamada de estreia podemos ver inúmeros sucessos da Disney sendo anunciados (como “Carros”, “Toy Story 3” e “Os Incríveis”), o que se vê no ar são filmes desconhecidos do grande público e muitos que sequer foram lançados no cinema (são títulos feitos apenas para exibição em TV, lançados no Disney Channel). 

Chamada do “Domingo de Cinema” que é exibido aos domingos dentro do “Mundo Disney”, no SBT


Também contribui para o insucesso dos filmes, o pouco cuidado com o produto. A divulgação dos filmes dentro da grade do SBT é quase inexistente (ficando restrita ao horário do “Mundo Disney”) e a escolha do filme de cada semana é anunciada com pouca antecedência e muitas vezes trocada em cima da hora, sem aviso prévio ao telespectador. 


Por fim, mas não menos importante, devemos destacar negativamente a estratégia equivocada em terminar o filme antes da transição para o “Domingo Legal”, criando um “buraco negro” em audiência entre o “Domingo de Cinema” e a atração de Celso Portiolli. Se o objetivo da sessão é fazer a melhor entrega de audiência para a atração seguinte, porque não programar o filme para terminar às 13 horas? 


A parceria entre Disney e SBT, sem dúvidas, é um grande sucesso e representa um novo modelo de negócios na TV brasileira, mas o domingo, dia mais importante da grade de programação do SBT, não pode ficar à mercê dos erros citados acima. 


*É graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Escola de Comunicação da UFRJ. Teve passagens pela TV Boas Novas e pelos canais Esporte Interativo, onde foi coordenador de programação. Atualmente escreve artigos de opinião às segundas-feiras no “SBTpedia”


Fonte: SBTpedia (www.sbtpedia.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

1 comentário

  1. Primeiro carros toy story 3 e os incríveis não são da Disney e sim da pixar só que a WALT DISNEY distribui eles para o cinema.
    Segundo filmes feitos para o canal Disney Channel não são desconhecidos então não venha com essa desculpa que ninguém conhece só porque é feito para televisão. E sim eles estão em baixa audiência não nego mas nem por isso deve por toda a culpa na disney porque o sbt ja é bem conhecido por cortar partes de programas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *