Últimas

Tribuna SBTpedia: O SBT e o novo cenário da teledramaturgia fora da Globo – Parte 2, por Gabriel Reis

Por Gabriel Reis* (gabrielviannareis@gmail.com)

Nas últimas semanas voltou a ganhar força no SBT a possibilidade de abertura de um segundo horário de novelas. Com três sucessos em sequencia (“Carrossel”, “Chiquititas” e “Cúmplices de um Resgate”) e com a vulnerabilidade do “Jornal Nacional” e das novelas exibidas às 21 horas (antes imbatíveis), a ideia de um novo investimento em dramaturgia pode ser colocado no ar ainda no ano que vem, logo após o término da reprise de “Carrossel”. A esse respeito, vamos desmembrar ponto a ponto como isso poderia ser feito:

 Bastidores de cena gravada para primeiro capítulo de “Cúmplices de um Resgate”


Horário


Tradicionalmente, com a força das novelas da Globo, Manchete, SBT e Record sempre buscaram encaixar suas obras em horários em que a emissora líder não exibe suas novelas, em especial na faixa do “Jornal Nacional” e após a “novela das 8”. No entanto, mantendo a atual grade de programação, o segundo horário de novelas do SBT concorreria diretamente com a principal faixa de novelas da Globo (as tramas das 21 horas). Até que ponto a estratégia de manter a grade é válida? A faixa das 19h, que foi o horário de exibição de “A Escrava Isaura” e “Prova de Amor”, dois enormes sucessos da Record, hoje em dia é composta por infindáveis reprises de “Chaves” (que também é exibido aos domingos). Não seria uma opção dividir o horário do “menino do barril” com uma nova trama? 


Conteúdo


Um dos grandes temas quando se aborda um segundo horário de novelas na emissora é a respeito de seu conteúdo. O SBT nos últimos quinze anos produziu majoritariamente tramas infantis ou que remetem ao formato clássico de “conto de fadas” com “mocinha”, “mocinho” e “vilão” bem definidos; em geral, adaptações de tramas mexicanas para o público brasileiro. No entanto, não se deve negar as opções de histórias diferentes que poderiam ser produzidas. Além de terem obtido grande sucesso em outras emissoras (que conversem para o público brasileiro, o mesmo do que o SBT concorre e deve conquistar), algumas tramas “fora do padrão” foram exibidas com êxito pelo próprio SBT: “Éramos Seis”, em 1994; “Xica da Silva”, em 2005; e “Pantanal”, em 2008. É importante salientar esse ponto, pois às vezes se passa a falsa impressão de que o SBT deve continuar fazendo apenas o mesmo tipo de trama, para manter uma certa “tradição”. Será que esse comodismo que deve prevalecer numa rede de televisão desse tamanho?

Exibida em 2008 no SBT, “Pantanal”, de Benedito Ruy Barbosa, chegou a marcar 18 pontos de média e derrotar a Globo em alguns momentos

Parcerias


Mesmo possuindo o maior complexo de estúdios de São Paulo (a Cidade da Televisão na Via Anhanguera), para um segundo horário de novelas, seria necessária a ampliação dessa estrutura, uma parceria com alguma produtora ou que as gravações fossem feitas fora do SBT. Em geral, na televisão brasileira opta-se pela produção própria, onde há um controle maior sobre a trama, no entanto, deve se destacar as boas produções que a HBO fez com a Conspiração em “Mandrake” e “Magnífica 70”. Para aumentar a demanda de produção a curto prazo, esse tipo de parceria não pode ser descartada. Teremos um exemplo disso brevemente no SBT, quando irá ao ar o seriado “A Garota da Moto”, produzido pela Mixer e que será exibido em TV aberta pelo SBT.

Todos os pontos acima citados servem muito mais como abertura para um debate (que pode ser feito aqui mesmo no SBTpedia nos comentários abaixo do texto) do que em verdades absolutas. O SBT vive seu melhor momento na dramaturgia neste milênio com três sucessos em sequencia, enquanto a Globo enfrenta as menores médias em sua principal faixa de novelas e a Record acaba de terceirizar o seu principal complexo de estúdios (o RecNov, no Rio de Janeiro). O momento de se investir é agora.

*É graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Escola de Comunicação da UFRJ. Teve passagens pela TV Boas Novas e pelos canais Esporte Interativo, onde foi coordenador de programação. Atualmente escreve artigos de opinião às segundas-feiras no “SBTpedia”

Fonte: SBTpedia (www.sbtpedia.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *