Últimas

Turquia quer referendo para dar mais poder ao presidente Erdogan

A Turquia pode ter um referendo de reforma constitucional sobre um novo sistema político, em que o presidente do país tenha mais poder frente ao primeiro-ministro, informou um assessor do presidente Recep Tayyip Erdogan, nesta quarta-feira.

O porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, disse à imprensa local que Erdogan acredita num sistema no qual o chefe de Estado acumule mais poder. “Esse debate não pode ser considerado sem o povo. Se o mecanismo é um referendo, então podemos ter um”, disse Kalin.

No último domingo, o Partido da Justiça e Desenvolvimento, ou AKP, o qual Erdogan fundou e continua liderando, teve uma vitória expressiva nas eleições parlamentares – cinco meses atrás, a sigla havia perdido as eleições prévias. A vitória marcou uma reviravolta para Erdogan, que agora pode seguir com seus planos de consolidar seu controle sobre a política turca.

O AKP, entretanto, ainda tem 13 cadeiras a menos do que as 330 necessárias para requerer um referendo. Kalin não revelou como o atual governo irá buscar o apoio dos outros partidos do Parlamento.

Em discurso para líderes turcos nesta quarta-feira, o presidente Erdogan não falou sobre o referendo, mas convidou todos os partidos representados no Parlamento para escreverem a nova constituição do país. O presidente reforçou ainda que a Turquia continuará na luta contra as forças rebeldes no Curdistão até que elas sejam “eliminadas”. “O período não é para conversas ou discussões. É um período para ter resultados”, acrescentou.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *