Últimas

Urban Thinker Campus discute soluções inovadoras para problemas urbanos

 

Evento de urbanismo Urban Thinkers Campus Recife discute a ocupação do espaço urbano da cidade, na Torre Malakoff, Bairro do Recife. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press
Evento de urbanismo Urban Thinkers Campus Recife discute a ocupação do espaço urbano da cidade, na Torre Malakoff, Bairro do Recife. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press

De que cidade precisamos? Está foi a pergunta que iniciou a edição recifense do Urban Thinkers Campus (UTC), evento internacional que visa desenvolver soluções inovadoras para as cidades. A iniciativa debaterá três temas principais: juventude, tecnologia e cidade inclusiva. A cerimônia de abertura aconteceu na Torre Malakoff, no bairro do Recife Antigo, área central da cidade, nesta terça-feira. A solenidade contou com a participação da Coordenadora do INCITI, Circe Monteiro, do pró-reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Paulo Goes e da secretaria de Meio Ambiente do Recife, Cida Pedrosa, entre outros.

O UTC Recife ainda promoverá mesas de debates, painéis, intervenções artísticas, cineclubes e apresentações musicais, entre outras atividades. A programação completa pode ser conferida no site da ação. O Recife é a única cidade do Brasil a participar da iniciativa, que é promovida pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat). O Centro de Pesquisa e Inovação para as Cidades (Inciti) da UFPE, é responsável pela organização do evento na capital pernambucana.

Durante a mesa de abertura, ainda discursaram a diretora de Empreendedorismo, Gestão e Inovação da Secretaria de Políticas Culturais no Ministério da Cultura, Georgia Haddad Nicolau; o secretário Nacional da Juventude, Gabriel Medina; o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, Haroldo Pinheiro; o Coordenador da Rede de Juventude de Terreiros de Pernambuco Aburo Nilê, Pablo Oxaguiam, além da Mãe Beth de Oxum, do Centro Cultural Coco de Umbigada e da secretária de ciência e tecnologia de Pernambuco, Lúcia Melo.

“A função do UTC é elaborar uma série de recomendações para a Nova Agenda Urbana”, explica um dos organizadores, Ricardo Brasileiro. O documento serve como uma síntese da Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III), que acontecerá em Quito, no Equador, em 2016. A conferência acontece a cada 20 anos, com a participação de todos os estados-membros da ONU.

 

Moradores da Comunidade do Pilar protestam contra atraso em obras de conjunto habitacional. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press
Moradores da Comunidade do Pilar protestam contra atraso em obras de conjunto habitacional. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press

Protesto 

Um grupo de moradores da Comunidade do Pilar, localizada por trás da Praça do Arsenal, realizou uma manifestação pacífica em frente a Torre Malakoff. Eles exigiam a conclusão da construção de um conjunto habitacional com 588 apartamentos, creche, escola, posto de saúde, mercado público e quadra poliesportiva. 

Segundo os manifestantes, a obra foi iniciada em 2010 e deveria ser entregue em 2012. Entretanto, até agora, apenas 86 moradias ficaram prontas. Enquanto isso, diversos moradores foram realocados e recebem cerca de R$ 200 auxílio-moradia. “Até um barraco de papelão é mais caro que isso”, afirmou um dos manifestantes. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *