Últimas

Vice do Santa Cruz convoca torcida para jogo contra Oeste: "Não admitimos menos de 35 mil"

Ivan Melo/Esp DP/D.A.Press

“O torcedor tem que chegar junto, ser sócio”, afirmou o vice-presidente do Santa Cruz, Constantino Junior

Saiba mais

A importante vitória sobre o Bahia, no último sábado, em plena Arena Fonte Nova, trouxe a confiança de volta ao Santa Cruz. Agora, a equipe coral tem mais quatro jogos em busca da Série A. A nova decisão acontece já às 20h30 (do Recife), no Arruda, diante do Oeste. Na quarta posição, com 55 pontos conquistados, o vice-presidente do clube fez um desabafo e convocou a torcida para o confronto. “Não admitimos menos de 35 mil pessoas para mostrar que o Santa é time de chegada”, afirmou Constantino Junior. Nesta Série B, por sinal, a média de público do time como mandante é 11.560 pessoas, a quinta melhor.

A vitória de virada sobre o Tricolor de Aço fez Constantino Junior dar uma longa declaração sobre a situação do clube, resgatando os momentos de dificuldade em que o santa Cruz ficou sem divisão. “Passa toda uma história. Para mim, uma história de nunca desistir, de sempre lutar. Mesmo pegando o Santa numa situação difícil, sem série. Foi um trabalho de muitas mãos desde a presidência de Antônio Luiz Neto. Muitos colaboradores, pessoas que suaram a camisa, mas uma luta diária. Essa semana, passei cinco dias sem dormir, tendo reuniões com o presidente Alírio, um homem honrado que tem buscado erguer o Santa, que desde 2011 vem lutando muito. Buscando recursos, abdicando da vida particular, da família. Passa um filme na cabeça”, lembrou.

Em seguida, o gestor exaltou a postura dos atletas e fez uma convocação aos torcedores. “Não desistimos. Agradeço aos jogadores que honraram a camisa. Vamos buscar esse acesso com a torcida, que nunca desistiu e sempre chegou junto. A gente tem o sentimento de não estar em dia com os funcionários, mas eles lutam e não baixam a guarda. Vamos lutar. Muitos desistiram antes do tempo, falaram que não conseguiríamos, mas mostraram a força. Futebol é jogado dentro de campo. Amanhã (domingo), vamos lotar o aeroporto e terça o Arruda, porque a torcida está devendo. É difícil fazer futebol, é difícil patrocínio e precisamos honrar os caras. O torcedor tem que chegar junto, ser sócio. Não admitimos menos de 35 mil pessoas para mostrar que o Santa é time de chegada.”

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *