Últimas

Vice do Sport tranquiliza torcida sobre assédio a atletas: "Não estamos de braços cruzados"

Nando Chiappetta/DP/D.A Press

“Isso mostra o acerto nas contratações e o bom trabalho que vem sendo feito”, disse gestor sobre o assédio

Saiba mais

Mais do que manter o foco na reta final da Série A e na disputa por uma vaga na Taça Libertadores do ano que vem, o Sport vem travando uma luta tão, ou até mais ferrenha, fora de campo. A missão da diretoria rubro-negra é evitar um desmanche no elenco atual. Afinal, a cada dia surge uma nova notícia de interesse de outros clubes em atletas que vêm se destacando pelo Leão.

A cúpula de futebol do clube admite as dificuldades, mas garante que está tomando todas as providências a fim de conter as investidas de outros times em atletas importantes do grupo – casos de Diego Souza, André e Marlone, por exemplo.

“Isso já aconteceu ano passado e agora acontece mais cedo e com maior intensidade. Isso mostra o acerto nas contratações e o bom trabalho que vem sendo feito, o que nos preocupa e envaidece. O Sport não está de braços cruzados. Sabemos os atletas que queremos manter e todo esforço será feito para mantê-los”, afirmou o vice-presidente de futebol, Arnaldo Barros.

Experiente, o volante Wendel revelou que, nos bastidores, os jogadores têm conversado normalmente sobre o assédio. Tratando o fato como comum no meio futebolístico, o atleta garantiu que a situação não atrapalhará o time na briga pelo G4. “A gente conversa entre a gente, já sabe quando o outro tem propostas, mas muita coisa é interna. Simplesmente tem que esperar a definição do campeonato para que cada um tome sua direção para 2016”, disse.

Em fotos: Destaques do Sport viram alvo de clubes para 2016




  • Paulo Paiva/DP/D.A Press

    Artilheiro do Sport na Série A com 11 gols, o atacante é o que tem a menor chance de permanecer no Leão em 2016. A própria diretoria do Leão admite as dificuldades. O atleta pertence ao Atlético-MG e tem o seu contrato se encerrando em julho próximo. Negociá-lo amenizaria os danos no investimento de R$ 20 milhões feito pelos mineiros para contratá-lo junto ao Dínamo de Kiev, em 2011. André está na mira do Corinthians, seu provável destino. André. Internacional e Grêmio também já consultaram o agente do jogador, Fernando Garcia.
  • Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

    Vasco, Flamengo, Palmeiras... As especulações sobre o destino do maestro do Sport nas duas últimas temporadas são inúmeras. Diego Souza está emprestado pelo Metalist, da Ucrânia, até o final desta temporada. O clube ucraniano tem interesse em se desfazer do atleta, que não quer voltar mais para o leste europeu. Os altos valores assustam a diretoria do Leão. Os rubro-negros, porém, tentam viabilizar a negociação e estão no páreo.
  • Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

    Fruto das divisões de base do Cruzeiro, o meia-atacante esteve emprestado ao Coritiba e ao Sport nos dois últimos anos. O bom desempenho pelo Leão, porém, já fez o técnico da Raposa, Mano Menezes, solicitar o retorno de Élber. Apesar do interesse rubro-negro, ele dificilmente ficará na Ilha do Retiro no ano que vem.
  • Paulo Paiva/DP/D.A Press

    A temporada de recuperação de Marlone também tem feito outros clubes crescerem o olho. O Internacional já consultou os empresários do atleta para tê-lo em 2016, assim como aconteceu com clubes da China e Emirados Árabes. A diretoria do Sport tenta a sua renovação contratual.
  • Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

    Matheus Ferraz, de 30 anos, chegou ao Leão sob indicação do então técnico Eduardo Baptista. Hoje no Fluminense, o treinador voltou a solicitar a contratação do zagueiro, que faz uma temporada bastante sólida pelo Leão. Segundo a imprensa carioca, o defensor já teria um pré-contrato com o tricolor carioca. A diretoria do Leão diz que negocia a renovação do atleta.
  • Paulo Paiva/DP/D.A Press

    O meio-campista de 22 anos tem despertado o interesse de equipes, casos de Santos e Botafogo, por exemplo. A primeira, preocupada com a possível perda de Lucas Lima para o futebol internacional, já teria consultou a diretoria do Leão sobre o atleta. Régis tem vínculo com o Sport até 2019. Para trazê-lo da Chapecoense para a Ilha do Retiro em 2014, o Leão investiu aproximadamente R$ 2,5 milhões em 40% dos seus direitos econômicos. Para tirá-lo do clube, uma coisa é certa: Santos ou até Botafogo teriam que pagar pelo meia.

Não existe uma descrição para essa imagem ou galleria

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *