Últimas

Xiaomi deve 'emprestar' tecnologia da Apple em seu próximo flagship, Mi 5

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O próximo grande lançamento da Xiaomi deve contar com uma tecnologia que parece a próxima moda no mercado de telefonia móvel. De acordo com o site My Drivers, uma das fontes asiáticas mais sólidas em relação a produtos ainda não anunciados, Mi 5 contará com o ClearForce, oferecendo mais funções aos elementos virtuais exibidos por seu display, usando uma camada adicional entre os elementos que compõe o visor, desta forma, resultando em uma capacidade sensorial em três dimensões quando o usuário interagir com a tela pelo toque. Este modelo de relação humano-eletrônico apareceu primeiramente em aparelhos da Apple, pelo menos no que diz respeito a níveis comerciais e públicos.

Apple Watch, o primeiro relógio inteligente com estampa de maçã, e o MacBook, o mais recente laptop da empresa liderada por Tim Cook, chegaram às prateleiras de varejistas com o Force Touch, reconhecendo os níveis de pressão aplicados pelo dedo do utilizador sobre o display dos dispositivos. A tecnologia também chegou aos novos iPhones, sendo chamada de 3D Touch, justamente por oferecer três dimensões de habilidade táctil, mas chega com diversos outros nomes em celulares criados pelas demais fabricantes, como Huawei, lançando seu Mate S com a mesma funcionalidade sensorial. Xiaomi seria ‘apenas mais uma’ a fazer uso do mecanismo, dando continuidade ao que parece ser o novo padrão no setor de smartphones.

Xiaomi Mi 5, portanto, deve contar com a ClearForce, criada pela empresa Synaptics, que também deve ser parceira da Samsung no desenvolvimento do Galaxy S7, levando ainda mais funções aos visores dos aparelhos. Em adição à novidade, o futuro flagship da companhia chinesa deve contar com um leitor de impressões digitais próprio, fugindo do primeiro rumor, que afirmava a sociedade entre ela e a Qualcomm para colocar o sensor biométrico diretamente na tela do poderoso carro-chefe, tavez seja até por causa do ‘Force Touch’ que a gigante da China tenha desistindo de implementar a validação do usuário no display, substituindo a ideia por um ‘comum’ componente externo.

De resto, espera-se que o Xiaomi Mi 5 conte com uma tela de 5,2 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), 4 GB de RAM, chipset Qualcomm Snapdragon 820, trazendo processador com quatro núcleos feitos em arquitetura própria da fabricante estadunidense, além da Adreno 530 como placa gráfica, modelos de 16 GB ou 32 GB de memória para o armazenamento interno, câmera principal de 16 megapixels, câmera frontal de 8 megapixels, suporte ao conector universal USB Type-C e o Android 5.1.1 Lollipop como sistema operacional, modificado pela interface própria da gigante da Ásia, MIUI, provavelmente com atualização garantida para o 6.0 Marshmallow.

Infelizmente, não há previsão para a apresentação formal do Xiaomi Mi 5, muito menos informações sobre sua comercialização.

O Huawei Mate S ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.

<!–

Se curtiu, compartilhe!

setTimeout(“loadSocialButtons()”, 300);
–>
Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *