Últimas

Xiaomi Mi 5 é 'confirmado' com Snapdragon 820 por ferramenta de benchmark

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Xiaomi deve, realmente, utilizar o chipset mais poderoso já criado pela Qualcomm em seu próximo grande lançamento. Segundo uma listagem no GFX Bench, uma das mais renomadas ferramentas de benchmark na internet, capaz de oferecer pontuações a vários dispositivos, testando seus componentes interiores em várias situações simuladas por algoritmos especializados, Mi 5 chegará ao mercado de telefonia móvel com o Snapdragon 820, anunciado oficialmente na semana passada pela fabricante estadunidense de chips destinados ao mundo mobile. Desta forma, duas conclusões podem ser tiradas com esta ‘confirmação’: o aparelho terá o desempenho exemplar e sua data de estreia seria o primeiro trimestre de 2016.

Snapdragon 820 chega aos smartphones modernos com a promessa de recuperar a honra, praticamente perdida pelas desgraças envolvidas com o Snapdragon 810, superaquecendo já no mesmo dia de sua estréia, por exemplo. Desta vez, ao invés de apostar em mais quantidade de núcleos, o chipset mais potente da Qualcomm chega com ‘somente’ quatro núcleos, mas feito em arquitetura própria da empresa dos EUA, Kryo, contando com a eficiente litografia de 14 nanômetros, a mesma utilizada pela Samsung no Exynos 7420, por exemplo, trabalhando em um clock de 2,2 GHz. De acompanhamento, Adreno 530 fica em cargo de renderizar os gráficos no dispositivo, oferecendo mais desempenho em jogos e ferramentas tridimensionais.

Desta forma, reunindo as informações mostradas pelo GFX Bench sobre o Xiaomi Mi 5, acredita-se que sua lista de especificações técnicas inclua uma tela de 5,2 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), 4 GB de RAM, chipset Qualcomm Snapdragon 820, trazendo processador com quatro núcleos feitos em arquitetura própria da fabricante estadunidense, além da Adreno 530 como placa gráfica, modelos de 16 GB ou 32 GB de memória para o armazenamento interno, câmera principal de 16 megapixels, câmera frontal de 8 megapixels, suporte ao conector universal USB Type-C e o Android 5.1.1 Lollipop como sistema operacional, modificado pela interface própria da gigante da Ásia, MIUI, provavelmente com atualização garantida para o 6.0 Marshmallow.

Ainda nesta quinta-feira, 12 de novembro, noticiamos a possibilidade da Xiaomi utilizar um leitor de impressões na parte frontal do Mi 5, eliminando de vez a necessidade de configurar senhas, padrões e demais quebras-cabeça na liberação do ambiente virtual, e não no painel posterior, como fontes haviam afirmado anteriormente. O lado infeliz disso tudo é que não há informações oficiais sobre o lançamento do flagship, porém, como já citado no início da matéria, tudo indica que isso acontecerá no primeiro trimestre de 2016, então seria sensato aguardar até lá antes de concluir sobre o assunto.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *