Últimas

Advogados de Charlie Sheen recorrem contra Brett Rossi

Charlie Sheen assegurou através de seus advogados que não forçou sua ex-noiva Brett Rossi a fazer um aborto, por causa de sua condição de ser HIV positivo.

Rossi processou Sheen na semana passada alegando ‘agressão, sofrimento emocional, negligência e cárcere privado’.

Entre suas alegações perturbadoras a ex-estrela pornô assegura que o ator escondeu dela que tinha o vírus da AIDS e eles chegaram a fazer sexo sem camisinha em algumas ocasiões.

Agora o advogado de Sheen entrou com uma resposta oficial, acusando Rossi de ser uma ‘chantagista’, afirmando especificamente que ela ‘tentou extorquir milhões de dólares’ de Charlie Sheen para não revelar a condição médica do ator, apesar de ter assinado um acordo de confidencialidade.

Os documentos legais acrescentam que ‘Rossi está apostando que Sheen vai pagar os milhões de dólares que ela quer para evitar a publicidade negativa’.

Os representantes do ator asseguraram na corte que a mulher ‘estava bem ciente do estado de saúde de Sheen, quando eles se tornaram íntimos, e, no entanto, ela insistiu em ter relações sexuais desprotegidas’.

O advogado de Sheen afirma ainda que o ex-astro de Two and a Half Men ‘nunca chutou, sufocou, arrastou, ou agrediu Rossi’, e muito menos ameaçou matá-la ou a forçou a fazer um aborto, ‘como ela alega descontroladamente’, e que a moça disse a Sheen que ela estava tomando pílulas anticoncepcionais durante todo o curso de seu relacionamento.

Para seus representantes legais, o processo aberto por Rossi é apenas uma vingança dela: “

Ela quer punir Sheen por romper o noivado”, justificam.
 

Ex-noiva processa Charlie Sheen por fazê-la abortar
Charlie Sheen quer 10 milhões de dólares para escrever livro
Mãe de Charlie Sheen em série revela que é lésbica na TV
Ex-noiva de Charlie Sheen ainda nega dar entrevistas

Tudo sobre o mundo dos famosos, novelas, festas e TV, você encontra em O Fuxico!

Fonte: OFuxico.com.br
Matéria Originalmente postada pelo site O Fuxico

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *