Últimas

Alagoas pode decretar situação de emergência por conta da microcefalia

O aumento no número de casos de microcefalia registrados em Alagoas pode levar o governador Renan Filho a decretar situação de emergência na Saúde do estado. Ele falou sobre o assunto durante a entrega do primeiro módulo do Residencial Antônio Lins, em Rio largo, nesta quarta-feira (09). Os últimos dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) já contabilizam 88 casos.

Renan Filho falou que vai tratar sobre o decreto em uma reunião com a secretária de saúde, Rosângela Wyszomirsksa, na tarde de hoje. O decreto dará mais agilidade na execução de ações e medidas emergenciais para o tratamento dos casos e de prevenção.

Ontem ele participou do lançamento do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, que vai realizar ações em todo o país para tratar da doença.

Por regiões, 25 casos informados por serviços da capital: 26 informados por serviços de Santana do Ipanema; cinco informados por Delmiro Gouveia; cinco por serviços de Penedo; 6 casos informados por serviços de Palmeira dos Índios; 7casos informados por serviços de Arapiraca; 3 casos informados por serviço de União dos Palmares; um caso informado por serviço de Murici e um informado por Maragogi. Além destes foram registrados seis casos intrauterinos em Girau do Ponciano e Canapi – cada com um caso suspeito – e Porto Calvo e Arapiraca com 2 casos suspeitos.

Décimo terceiro

Durante a solenidade de entrega das casas, Renan Filho também falou sobre o pagamento do 13º salário. Ele afirmou que os valores serão liberados cinco dias antes do previsto pela Lei Trabalhista, e a previsão é que o pagamento ocorra no dia 15 de dezembro.

 

Por Cadaminuto

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *