Anitta vira o ano com processos e tem pedido de segredo de Justiça negado: ‘Não é diferente de ninguém’, diz despacho

Anitta não tem do que reclamar de 2015. Disco novo, a mulher mais sexy do mundo, clipe bombando depois da parceria com o diretor Giovanni Bianco (que já trabalhou com Madonna), agenda lotada de shows… O que falta à essa mulher? Se livrar das pendências judiciais que se arrastam na sua vida desde 2013.

A cantora ainda está envolvida em pelo menos quatro processos diferentes. Em todos, pediu segredo de Justiça para que seu patrimônio não fosse revelado, mas teve seu pedido negado. “O fato de ter a autora a atividade artística não a torna diferente das demais pessoas que recorrem à justiça em busca de alguma pretensão que não conseguiu obter extrajudicialmente”, diz um dos despachos.

Um dos processos foi movido pelo produtor de eventos, Thiago Marques Vicente da Silva, e outro pela empresária Kamilla Fialho, que a representava através da empresa K2L.

Anitta também move seus processos: contra MC Brunninha e a ex-empresária Kamilla Fialho

Anitta também move seus processos: contra MC Brunninha e a ex-empresária Kamilla Fialho Foto: Reprodução / Instagram

O produtor Thiago acusa Anitta e a K2L por danos morais após problemas que teriam ocorrido num show no River Futebol Clube, em Piedade, em maio de 2013. Ele alega que a empresa não cumpriu com a organização da agenda de Anitta, que por sua vez, teria sido antipática com ele e o público. Em depoimento, a cantora disse que foi agarrada pelos braços pelo produtor. A última audiência no dia 11 de novembro foi de conciliação das partes, mas não houve acordo.

No caso do processo contra a K2L, Anitta quer a prestação das contas dos anos em que fez parte da empresa, como a comprovação dos gastos de R$ 2 milhões que não foram lançados, e que seriam motivo para a quebra do contrato que tinha com Kamila Fialho, que também quer o seu. Após garantir o depósito de R$ 3 milhões em juízo, em julho passado, a empresária espera por mais R$ 7 milhões pela rescisão de Anitta. Ambos os processos ainda correm na Justiça.

Mas Anitta não é apenas ré. A poderosa entrou na Justiça contra MC Brunninha por calúnia e difamação, depois que a funkeira a acusou de plágio, e ganhou em primeira instância. Bruna e sua mãe Jane foram sentenciadas a pagar R$ 30 mil a Anitta e uma multa de R$ 500 mil, caso dessem qualquer declaração pública sobre o assunto. A MC e a mãe recorreram e aguardam nova decisão.

O despacho da Justiçã: sem privilégios

O despacho da Justiçã: sem privilégios Foto: reprodução

Anitta na revista VIP; cantora foi eleita a mais sexy do mundo

Anitta na revista VIP; cantora foi eleita a mais sexy do mundo Foto: Divulgação/Daniel Klajmic

Fonte: Jornal Extra (http://extra.globo.com)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *