Últimas

Bem humorado, ex-Pink Floyd David Gilmour comenta o trabalho de composição em evento em São Paulo

David Gilmour está no Brasil para shows da turnê de Rattle That Lock. Foto: Facebook/Reprodução
David Gilmour está no Brasil para shows da turnê de Rattle That Lock. Foto: Facebook/Reprodução

Com um blazer bege e bem humorado após dois shows em São Paulo, David Gilmour participou de um evento promovido pela editora Record em São Paulo e comentou seu processo de composição com a esposa, a escritora Polly Samson. Ela veio ao Brasil lançar Um ato de bondade, seu quarto livro, o primeiro publicado por aqui. Polly é compositora de muitas músicas do marido desde 1993, com o álbum The Division Bell, do Pink Floyd, até o mais recente Rattle That Lock. “Ela é brilhante com as palavras”, disse o marido, bajulador porém sincero.

Em um dos momentos mais engraçados do encontro, Gilmour mostrou um jingle das estações de trens de Paris, que ele próprio gravou em seu iphone – que depois virou uma canção do disco. “Diferente de todos os lugares do mundo, lá o jingle é contagiante”, disse, aos risos.

Gilmour mostrou ainda algumas gravações prévias em seu celular das músicas do disco, mas sem as letras – que Polly acrescentou depois – e explicou o envolvimento dos dois com o Liberty Choir, um coro de Londres que faz um trabalho de reabilitação de ex-detentos, uma das inspirações de Rattle That Lock.

Questionada sobre as diferenças entre compor canções e escrever ficção, Polly disse que é simples. “A diferença é que o personagem que vai cantar é David, e ele é real e é uma alegria!”, comentou.

[embedded content] Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *