Últimas

Bi da Libertadores, Bolívar se aposenta aos 35 anos e vira empresário

Ex-zagueiro do Inter, Botafogo e Portuguesa montou escritório em Porto Alegre e quer gerir carreira de garotos: “Quero trabalhar com a gurizada, passar o que eu vivi”

 

Bicampeão da Libertadores pelo Inter – em 2006 e 2010 –, Fabian Guedes, o Bolívar, é mais um atleta a pendurar as chuteiras. Após disputar a Série C pela Portuguesa, o “General” decidiu encerrar a carreira de jogador aos 35 anos. A partir de então, inicia a carreira de empresário.

Bolívar montou um escritório em Porto Alegre para trabalhar como agente. Quer gerir a carreira de garotos e, pela experiência que teve nos gramados, servir de inspiração.

– Já tenho meu escritório pronto em Porto Alegre. Meu projeto é mais a médio e a longo prazo. Quero trabalhar com a gurizada, passar o que eu vivi. Muitos têm qualidade, mas não conseguem oportunidade ou alguém que passe orientações – conta Bolívar, ao GloboEsporte.com.

Segundo o jogador, recebeu proposta para atuar em 2016, mas optou por parar de atuar. Neste domingo, participou do jogo beneficente Lance de Craque, organizado por D’Alessandro, ex-companheiro de Inter.

No passado, Bolívar havia cogitado trabalhar como treinador. No entanto, descartou essa possibilidade para o futuro.

Descartei até porque estou parando de jogar. Se fosse treinador, teria a mesma rotina. Acabaria fazendo tudo aquilo que tinha como atleta. Agora, posso fazer minhas coisas, estar em casa e não deixar de fazer o que gosto. Consegui virar bem essa chave. Claro que é difícil deixar o futebol, pelas amizades que construí, pela resenha de vestiário e conhecer vários lugares. Mas sou muito bem estruturado para tomar essa decisão – completa o hoje empresário.

Neste ano, teve passagem pela Portuguesa até agosto, quando teve o vínculo encerrado com o clube paulista. No primeiro semestre, disputou o Gauchão pelo Novo Hamburgo, sendo comandado por Roger Machado em um time apelidado de “Galácticos do Vale”.

Bolívar é ídolo da torcida do Inter, equipe que defendeu durante 10 anos, em dois momentos distintos – teve passagem pelo Mônaco, da França, no intervalo. Pelo clube gaúcho, foi campeão da Libertadores em 2006 e em 2010, como capitão. Também foi cinco vezes campeão gaúcho e levantou as taças da Recopa e Copa Sul-Americana.

Inter é campeão da Libertadores de 2010 (Foto: Alexandre Lops / Inter, DVG)Bolívar foi bicampeão da Libertadores pelo Inter (Foto: Alexandre Lops / Inter, DVG)

Em 2013, Bolívar se transferiu para o Botafogo, sendo campeão da Taça Guanabara e Taça Rio. Viveu ano conturbado no clube carioca em 2014, onde era uma das lideranças do elenco. Em meio à crise que assolou a equipe carioca, rebaixado à Série B de 2015, o zagueiro foi afastado após entrar em rota de colisão com a diretoria. Mais tarde, teve o contrato rescindido, junto com os laterais Julio Cesar e Edílson, e o atacante Sheik.

O defensor de 34 anos foi revelado pelo Guarani de Venâncio Aires em 2000. Destaque da equipe no Campeonato Gaúcho, despertou o interesse do Colorado, onde desembarcou em 2003. Após as boas atuações na Libertadores de 2006, foi adquirido pelo Mônaco, da França, mas voltou ao Inter dois anos depois para se tornar o capitão da conquista do bicampeonato da competição continental, em 2010.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *