Últimas

Bloco da Saudade anima as ladeiras de Olinda

 (Rosália Vasconcelos/DP/D.A.Press)

Um misto de festa momesca com canções natalinas. Foi assim que moradores e turistas de Olinda definiram a Cantata de Natal, promovida pelo Bloco da Saudade, nas ladeiras do Sítio Histórico de Olinda, neste sábado (12). A concentração teve início às 18h30, no largo em frente à prefeitura, e foi embalada pelo Coral Via Voz, do maestro João Batista Coimbra. Por volta das 19h30, o grupo pela Rua 27 de Janeiro e seguiu com a serenata pelo Praça de São Pedro, Quatro Cantos e Mercado da Ribeira.

“Olinda é um lugar inspirador para eventos multiculturais, porque a cidade respira brilho e cor”, disse a médica e atriz, Eugênia Morais, que também é uma das integrantes do Coral Via Voz. Assim como Eugênia, que veio acompanhada do marido, do filho e de amigos, o evento reuniu muitas famílias.

O contador José Inaldo Cavalcanti participa há 13 anos do Bloco da Saudade e foi brincar “à caráter”, para homenagem o pastoril. Além dos pastores e pastoras, os integrantes do Bloco da Saudade trouxeram outros personagens como a borboleta e o velho, tradicionais na manifestação natalina. “Essa festa marca, ao mesmo tempo, a abertura dos festejos de Natal e o esquente para o Carnaval. É uma prévia do que virá”, adiantou José Inaldo.

Em fevereiro, o bloco desfilará com o tema “Pastoril Encantado dos Valença”. “Visitamos canções clássicas de Natal, mas, naturalmente, a apresentação também está trazendo músicas clássicas carnavalescas do bloco”, afirmou o carnavalesco Carlos Ivan de Melo, organizador da Cantata.

Além de repertório afiado, os grupos vestiram roupas temáticas e portaram adornos para incorporar e emanar o clima natalino ao longo do percurso. “Essa é uma oportunidade do público celebrar o Natal como ele deve ser, revivendo a tradição das cantatas natalinas, além de poder ver o Bloco da Saudade de perto e aquecer para o Carnaval”, ressaltou Ivan.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *