Últimas

Câmara vai criar frente parlamentar

A Câmara de Vereadores do Recife pretende formar uma frente parlamentar de combate ao mosquito Aedes aegypti e apoio às famílias com bebês microcéfalos. A iniciativa foi da vereadora Vera Lopes, que presidiu audiência sobre o tema ontem. No encontro também foram apresentadas as ações dos governos estadual e municipal no combate ao surto.

Uma das reivindicações da frente será a instalação de uma unidade do Hospital Sarah Kubitshek, uma das referências em tratamentos neurológicos, no Recife. “A grande questão que nos surge hoje é: como vamos cuidar dessas famílias, principalmente as de baixa renda? Precisamos também pensar no futuro delas”, comentou a vereadora, acrescentando que a instalação da frente deverá ser concluída em fevereiro, depois do recesso parlamentar.

De acordo com Antônio Jordão, diretor da Federação Nacional dos Médicos, esse surto é consequência de uma negligência histórica com o mosquito, que precisa ser tratada com urgência. Ele considera que o plano de combate está muito bem montado, mas sofre de limitações.

“O maior desafio hoje é não apenas planejar, mas executar de forma simétrica e que chegue a todas as pessoas, com todo aparato técnico necessário para diganóstico e medidas terapeutas que essas crianças vão precisar.”, analisou o médico.

Na visão de Ângela Rocha, chefe do setor de infectologia do Hospital Oswaldo Cruz, o governo do estado vem cumprindo com suas responsabilidades no combate ao surto. “O estado está bastante vigilante. Tem muitas dificuldades, muitos obstáculos, mas estamos avançando nesse processo. Estamos tomando todos os cuidados”, informou a especialista, destacando o pioneirismo de Pernambuco na solução dos casos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *