Últimas

Campanha da IBM é criticada por sexismo; entenda

Uma campanha da IBM lançada nesta segunda-feira, nos Estados Unidos, tinha como objetivo incentivar a participação de mulheres na tecnologia, mas acabou gerando críticas do público feminino. 

Intitulada #HackAHairDryer, a ação sugeriu que a diferença de gênero existe porque as mulheres não sabem que podem “fazer ciência” e que a maneira mais fácil de atrair esse público é usar ‘objetos familiares ao público feminino’.  Pelo Twitter, a empresa explicou que é isso “o que importa na ciência” para as mulheres.

[embedded content]

Centenas de usuários responderam à iniciativa com ironia, sugerindo mais alternativas sexistas para chamar a atenção do público feminino e criticando a campanha.

Lady #science. Thanks for making it relevant and accessible to womenfolk like me, @IBM #HackAHairDryer #womenintech pic.twitter.com/IZY6gL75HQ

— Jo Alabaster (@joalabaster) 7 dezembro 2015

IBM recently invited women to #HackAHairDryer and I confess, I may have got a bit carried away. #WomenInSTEM pic.twitter.com/hldC8Xypzm

— K (@Krissie_r) 7 dezembro 2015

Huh, I guess I’m a lady engineer after all! #HackAHairDryer pic.twitter.com/fDjL5HZR3f

— Alice Goldfuss (@alicegoldfuss) 7 dezembro 2015

How to make progress in equality: start treating women like modern human beings instead of the 1950s housewife trope. #HackAHairDryer

— Sage Franch (@theTrendyTechie) 7 dezembro 2015

Sorry @IBM i’m too busy working on lipstick chemistry and writing down formulae with little hearts over the i s to #HackAHairDryer

— Jennie Rosenbaum (@minxdragon) 7 dezembro 2015

Is it a good thing to try & get more girls into #STEM ? Yes. Should you use stereotypes & perpetuate sexism? No. #HackAHairDryer

— Steffanie (@sincerely_steff) 7 dezembro 2015


As críticas foram tantas que a empresa optou por tirar a campanha do ar. “O vídeo era parte de uma campanha maior para promover carreiras na tecnologia. Para algumas pessoas, ele perdeu seu propósito e estamos pedindo desculpas por isso. Ele não está mais no ar”, explica a IBM.

Via TechCrunch

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *