Casal do Mega Filmes HD diz se sentir envergonhado

O casal Marcos Cardoso e Thalita Cardoso, dono do site Mega Filmes HD, que foi preso após operação da Polícia Federal, diz sentir vergonha do crime cometido, em entrevista ao G1 e TV Tem.

Após 10 dias de prisão, o casal foi solto para responder o processo em liberdade. Marcos declara que “foi um crime contra a indústria de filmes, mas não fizemos mal a ninguém”. A dupla ainda foi acusada por crime de constituição de organizações criminosas, além de pirataria.

Marcos alega também que não sabia que sua atividade era crime: “cada país tem suas leis sobre isso. E para mim, aqui no Brasil, isso não era crime. Tanto é que eu nunca tinha visto ninguém ser preso por isso”, declara o acusado. Ele ressaltou que no Japão, onde já morou, existiam vários sites no formato do Mega Filmes HD e isso o inspirou na criação do seu modelo.

Em defesa, o casal disse: “A gente pega os links na internet e posta. O site nunca hospedou nada, nunca hospedou nenhum filme”, alegando que o Mega Filmes HD era um serviço de streaming e não de download.
Na esperança de voltar a ter uma vida normal e tranqüila, Marcos diz: “Sentimos vergonha pelo o que fizemos. Muita vergonha. Imaginei que o site iria acabar, mas não que meu nome e rosto ficariam conhecidos por isso. Nunca mais vou mexer com isso, até peguei trauma da internet agora”.

Segundo a Polícia Federal, o casal faturava cerca de R$ 70 mil por mês, com mais de 150 mil filmes, séries e shows disponíveis no site. De acordo com o casal, outros sites que surgiram durante a prisão utilizando o mesmo nome não têm relação com eles, uma vez que login e senha da administração foram entregues à Polícia Federal.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *