Celular com biometria por US$ 100? É o plano do novo ZTE Blade A1

Da Redação do site Tudocelular.com.br

ZTE, ainda nesta semana de dezembro, apresentou um modelo agressivo no mercado de telefonia móvel, adicionando umas das funções mais badaladas deste segmento em um aparelho verdadeiramente barato. A companhia chinesa reuniu seus melhores palestrantes em um evento especial, cujo protagonista do palco foi o novíssimo Blade A1, dando as caras como aparelho intermediário de respeito, ganhando funções dignas de um smartphone mais elaborado, incluindo, é claro, um leitor de impressões digitais, dando sentido ao título da matéria. O produto custa US$ 93, mas é válido aproximar o valor para US$ 100, que ainda resulta em um nível bem alto de custo-benefício, considerando suas especificações internas.

Nota-se que o design do ZTE Blade A1 permanece dentro dos padrões criados no mercado intermediário, e atual, de telefonia móvel, apelando para cores vivas e chamativas, justamente em busca de atrair os clientes jovens, aqueles que querem diferenciar-se dos demais, pois as cores dominantes de hoje são a branca e a preta, e fugir disso pode se tornar algo complexo em dispositivos portáteis mais caros. Cantos arredondados priorizam a ergonomia na hora de segurá-no na palma da mão, enquanto botões capacitivos preenchem a parte inferior frontal da carcaça, oferecendo controles à interface. No painel posterior, encontra-se o sensor principal de fotografias, acompanhado de um LED para iluminar o ambiente por meio de um flash, e, naturalmente, o leitor de impressões digitais.

Em termos técnicos, ZTE Blade A1 oferece uma lista mediada e bem equilibrada de especificações internas, incluindo uma tela de 5 polegadas, usando a resolução HD (1280 x 720 pixels) para a exibição de conteúdo, 2 GB de RAM, chipset MediaTek MT6735, contando com um processador de oito núcleos, arquitetados em ARM Cortex-A53, rodando a 1,3 GHz cada, e ARM Mali-T720 como placa gráfica, 16 GB de memória para o armazenamento interno, podendo ser expandida via cartão microSD, câmera principal de 13 megapixels, câmera frontal de 8 megapixels, bateria de 2.800 mAh e Android 5.1 Lollipop como sistema operacional, modificado pela interface própria da empresa asiática, MiFavor 3.2.

Com dimensões de 142 x 70,2 x 8,9 milímetros, o celular mid-range também adere a uma construção compacta, permitindo que o usuário o carregue com certa facilidade durante suas atividades diárias. O sensor biométrico, por sua vez, dará ao utilizador a oportunidade de abolir de vez o uso de senhas, padrões e demais quebras-cabeça no desbloqueio do ambiente virtual, precisando apenas encostar seu dedo, armazenado na memória do gadget via configurações, para poder acessar a plataforma. Traduzindo ao nosso contexto, US$ 100 pode ser transformado em R$ 375, usando a cotação atual do dólar como base de conversão e ignorando os impostos brasileiros. Embora o modelo seja exclusivo da China em seu período inicial de vendas, há chances dele chegar em outros países onde a ZTE atual, ou seja, não no Brasil.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *