Últimas

CEO da Xiaomi comenta que Mi 5 pode atrasar, mas promete a melhor experiência possível

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Ontem vimos um grande vazamento de informações sobre o Mi 5, novo flagship da Xiaomi que promete trazer grande desempenho para os clientes da empresa. Não é de hoje que vemos rumores sobre o aparelho, onde era alegado que a empresa estava planejando ser a primeira a trazer para o mercado um celular com o chipset Snapdragon 820. Tal alegação fez com que vários comentários surgissem indicando que veríamos o Mi 5 ainda este ano. Agora, o CEO da empresa chega para negar que realmente veremos o produto ser lançado tão cedo.

Lei Jun realmente confirma que o Mi 5 virá com Snapdragon 820, mas que a empresa não está com pressa em lançar o produto. Ela não está interessada em ser a primeira, mas sim em oferecer a melhor experiência possível para os seus clientes. O Mi 5 deveria ter sido lançado na primeira metade de 2015, mas diante dos vários problemas envolvendo o Snapdragon 810, Xiaomi achou melhor atrasar o lançamento do sucessor do Mi 4 e esperar por um chipset aprimorado ser lançado, onde até mesmo o Helio X20 da MediaTek chegou a ser considerado – de acordo com alguns rumores.

O CEO comentou que a empresa está no momento otimizando ao máximo o desempenho do sistema para tirar o máximo proveito do Snapdragon 820. Além disso, novos recursos estão em teste para a MIUI – interface da empresa que traz uma customização bastante radical em cima do Android. E essa não é a primeira vez que o CEO comenta sobre os atrasos envolvendo o Mi 5. Em sua última entrevista ele alegou que valeria esperar o produto realmente ficar pronto, mesmo que isso ainda levasse alguns meses.

Além do Snapdragon 820, o Mi 5 poderá vir com tela de 5,5 polegadas e resolução Quad HD, 4 GB de RAM e opções de memória que vão de 16 a 128 GB. Em termos de câmera é esperado um sensor principal de 20 megapixels e outro frontal de 8 megapixels. Para dar conta do hardware do modelo, a empresa poderá incluir uma bateria de 3.800 mAh. O preço sugerido do aparelho é de US$ 599, o que mostra que a fabricante chinesa poderá oferecer o melhor custo-benefício entre os modelos a serem lançados com o SoC topo de linha da Qualcomm.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *