Últimas

Chefe rebelde sírio morre em bombardeio perto de Damasco

O líder do poderoso grupo rebelde sírio Jaish al-Islam, Zahran Alloush, morreu nesta sexta-feira em um bombardeio a leste de Damasco, indicaram diversas fontes.

Após uma informação inicial da televisão oficial síria, o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) confirmou, citando funcionários de alto escalão deste grupo rebelde apoiado pela Arábia Saudita, que Alloush e outros cinco comandantes morreram em ataques aéreos perto de Damasco.

Um membro da Coalizão Nacional Síria (CNS), a primeira força da coalizão no exílio, confirmou no Twitter a morte do líder rebelde, de 44 anos, em uma mensagem de condolências.

Trata-se de “uma das perdas mais significativas” para a oposição síria, disse o analista Charles Lister.

Jaish al-Islam é a facção rebelde mais importante na região de Ghuta oriental, bastião da oposição. O grupo rebelde tem representação nas negociações com a oposição que ocorrem na Arábia Saudita e era conhecido por sua posição extremista e de apoio ao Estado Islâmico (EI), antes de adotar uma postura mais moderada.

O governo de Bashar al Assad o qualifica com frequência de grupo “terrorista”.

A morte de Allush ocorre após o Exército sírio, que desde 30 de setembro conta com o apoio da aviação russa, anunciar uma grande ofensiva para retomar o controle desta região rebelde.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *