Últimas

Claro inicia testes com internet 4,5G

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O sinal da TV analógica está com os dias contados e isso não vem de hoje. As empresas de telecomunicação estão aguardando a faixa de 700 MHz ser liberada para expandir a cobertura de redes de dados móveis. Atualmente as frequências usadas no Brasil, 1.800 MHz e 2.600 MHz, não são suficientes para entregar uma velocidade de navegação igual a de países de primeiro mundo. E é aí que a Claro começa a sua investida na implementação da rede 4,5G – algo similar ao que é visto pela LTE-A em alguns mercados.

O primeiro teste está sendo realizado no interior de Goiás, na cidade de Rio Verde, onde a Claro está agregando as faixas de 700 MHz, 1.800 MHz e 2.600 MHz para ampliar o alcance do sinal e entregar uma rede mais flexível e estável para seus clientes. Assim, se você estiver dentro de 300 metros do ponto de sinal, será capaz de alcançar uma velocidade até 45% superior ao 4G mais rápido disponível no Brasil. Só para se ter uma ideia, a operadora acredita que será fácil atingir uma velocidade instantânea de 300 Mbps.

Com essa agregação entre as três faixas de frequência, o seu smartphone vai se conectar em uma rede diferente de acordo com o local que você esteja. Vai funcionar da seguinte forma: será usada a frequência de 35 MHz de banda (20 MHz em 2.500 MHz; 5 MHz em 1,800 MHz e 10 MHz em 700 MHz) com velocidade semelhante (250-260 Mbps), mas com melhor alcance e performance. A partir de 300 metros, até 800 metros, é possível somar as capacidades das frequências de 1.800 MHz e 700 Mhz. E a partir dos 800 metros, usa apenas os 10 MHz da faixa de 700 Mhz.

Como os celulares contam com suporte a várias bandas de frequência, a troca entre elas será feita de forma automática, sem que o usuário perceba que saiu de uma faixa para outra. Além disso, como a faixa de operação de 700 MHz possui um sinal mais penetrante, teremos uma melhor qualidade de conexão em ambientes internos. E para que tudo isso seja possível, a Claro modernizou seus equipamentos, adquirindo radiotransmissores capazes de operar nas três frequências, e atualizou a versão dos softwares da rede.

Realmente a tecnologia é bastante promissora. Mas como dito antes: é preciso que a faixa de frequência usada pela TV analógica seja completamente liberada. O governo programou para o final de 2018 a morte da TV analógica, que está sendo desligada aos poucos. Em Rio Verde, onde foram feitos os testes com o 4,5G, a faixa de 700 MHz deveria ter sido liberada este mês, mas o governo adiou o encerramento para fevereiro, pois grande parte da população ainda não migrou para a TV digital. Caso o mesmo aconteça em outras cidades, talvez não vejamos o fim esperado para 2018.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *