Últimas

Comandante Hamilton fala sobre saída do “Cidade Alerta”: “Voltava para casa chateado”

Foto: Reprodução/Record

Foto: Reprodução/Record

Comandante Hamilton falou pela primeira vez nesta segunda-feira (14) sobre sua saída do jornalístico “Cidade Alerta”, da Record. Em entrevista ao IG, o piloto confirmou que agora vai se dedicar aos jornais da faixa matutina da programação, atendendo ao “Balanço Geral Manhã”, “SP no Ar” e “Fala Brasil”.

“A direção achou melhor trocar o horário porque no ‘Cidade Alerta’ estava meio complicado, eles não estavam usando muito o helicóptero”, disse o jornalista. “É muito caro manter o helicóptero no ar para não ser usado, e eu também sou um profissional caro para a emissora”, disse.

O piloto disse ainda que a pouca utilização no programa não o agradou. “Não é como se o helicóptero derrubasse a audiência. Pelo contrário, aumentava a audiência”, disse. “Às vezes a gente passava 3 horas no ar, encontrando ocorrências, e nem aparecia no programa”, reclamou. “Tenho mais de 20 mil horas de voo, para mim era chato ficar voando sem fazer nada”, confessou.

Apesar de não admitir um atrito com Marcelo Rezende, Hamilton não esconde que o trabalho com o apresentador do “Cidade Alerta” não era dos mais agradáveis. “O Marcelo é uma ótima pessoa, mas no programa é meio complicado. O personagem que ele criou para a TV gera um pouco de atrito”, disse.

Hamilton ainda falou que a relação entre ele e o apresentador chegou a chateá-lo. “Voltava para casa chateado às vezes. Você não gostaria de trabalhar em um lugar onde leva dura o tempo todo”, desabafou.

O Comandante Hamilton comparou o apresentador do “Cidade Alerta” a seu antigo parceiro, José Luiz Datena, da Band. “Com o Datena era bem diferente, ele usava mais o helicóptero, tinha um improviso melhor, é difícil vencer ele na articulação”, disse. Ele afirmou que não pensa em voltar a trabalhar para a Band. “Tenho contrato com a Record”, disse.

Apesar de todos os atritos, o piloto garante que não brigou com Rezende. “Não briguei com ele nem pedi para sair, nunca tive isso. Só ficava chateado às vezes. Ele é uma pessoa ótima, mas quando começa o programa, o bicho se transforma”, explicou. Agora na faixa matutina da Record, o Comandante Hamilton está visivelmente mais feliz. “Lá a gente brinca, é um clima mais descontraído e tem mais ocorrências”, admitiu.


Fonte: Bastidores da TV

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *