Congresso debate corrupção e gestão pública

Em tempos de Operação Lava-Jato, corrupção e crise econômica, o estado de Pernambuco sedia, a partir de hoje, o 28º Congresso de Tribunais de Contas do Brasil. O encontro, que reúne diversas autoridades em controle externo, gestão pública e dados abertos, será realizado até o próximo dia 4 de dezembro no centro de convenções do Hotel Sheraton, na Reserva do Paiva. O governador Paulo Câmara (PSB) fará a conferência de abertura, às 19h, sobre os Desafios da governança pública em tempos de crise. O tema dialoga com as dificuldades encontradas pelo gestor socialista, que anunciou no mês de agosto cortes na ordem de R$ 920 milhões nos gastos da administração pública em virtude do quadro atual de baixa arrecadação e previsão de queda do PIB.

Com o tema Governança pública e combate à corrupção: o que a sociedade espera dos Tribunais de Contas?, o congresso vai debater questões em destaque na atualidade, entre elas, a transparência das contas de prefeituras e órgãos públicos. À reportagem, o presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), Valdecir Pascoal, que preside a solenidade de abertura, às 17h, antes da conferência de Paulo Câmara, diz que o momento é de troca de experiências. “Os tribunais de contas terão oportunidade de apresentar para a sociedade os resultados positivos de sua atuação e ouvir de todos os segmentos sociais reflexões para aprimorar ainda mais a sua fiscalização”, destacou.

O próprio TCE-PE dará sua conta de participação no evento que envolve 34 tribunais de contas do país. O órgão de controle vai apresentar experiências desenvolvidas com sucesso em Pernambuco, a exemplo da prestação de contas eletrônica, o índice de Transparência dos Municípios e a TV TCE. “Tudo isso deixa clara a importância dos tribunais de contas para o combate à corrupção e para a melhoria dos serviços prestados pelo poder público ao cidadão, sem falar do estímulo ao controle social e da transparência”, diz Pascoal.

Palestrantes

O evento conta com a participação de nomes conhecidos nacionalmente. Estão confirmados palestrantes como o presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz; os ministros Benjamin Zymler e Augusto Nardes (TCU); o procurador da República Fábio George; o tributarista pernambucano e professor da Universidade de São Paulo, Heleno Torres; e o diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna (e ex-reitor da UFPE), Mozart Neves. Os interessados podem fazer as inscrições aqui

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *