Últimas

Dilma diz que PEC das terras indígenas "tira poderes do Executivo"

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira, durante abertura da 1ª Conferência Nacional de Política Indigenista, em Brasília, que o governo federal vai publicar nesta semana decretos com homologação de terras indígenas e reforçou a posição contrária do executivo a PEC 215, que trata da demarcação de terras indígenas.

“Asseguro a vocês que daremos continuidade a demarcação de terras indígenas para dar a efetiva posse sobre área já demarcada e a proteção terras indígenas”, disse a presidente. Mesmo com uma plateia amplamente favorável ao seu governo, Dilma não usou o discurso, como em outras ocasiões, para fazer uma defesa do seu mandato, mas falou em defesa da democracia. “Concordo que democracia é demarcação de terras indígenas para os povos indígenas”, disse.

Dilma reforçou que o governo federal é contra a PEC 215 e disse avaliar que a proposta “tira poderes do executivo”. “Para nós a demarcação de terras deve persistir como prerrogativa do executivo”, afirmou. “Continuaremos dialogando com todos, respeitando a autonomia dos poderes Legislativo, Judiciário e executivo, mas acredito que externar nossas posição é fundamental”, disse.

Na cerimônia, o articulador de povos indígenas, Neguinho Truká, fez um discurso em que criticou Cunha dizendo que os brasileiros e a própria presidente são “reféns” do peemedebista. “Todos nós brasileiros – inclusive a senhora – tem sido refém de uma câmara onde a gente percebe que os interesses públicos pouco importam”, disse, sendo bastante aplaudido pela plateia, que na chegada de Dilma entoaram gritos de “Fora Cunha” e “Não Vai ter golpe”.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *