Últimas

Dono do Mega Filmes HD diz que pagava pelo Netflix e não assistia conteúdo pirata

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Mega Filmes HD, o maior site de conteúdo pirata da América Latina, teve seu funcionamento interrompido em meados de novembro após a prisão do casal responsável pelo compartilhamento de aproximadamente 150 mil vídeos por meio de streaming. E com a recente soltura de Marcos Magno Cardoso e Thalita Cardoso temos o acesso para uma informação intrigante, apesar de infringir as leis de direitos autorais, Marcos só assistia conteúdo da Netflix.

Atendendo a uma reclamação da empresa americana Motion Pictures Association a Polícia Federal realizou investigação a partir do mês de setembro chegando até o fechamento e prisão do casal responsável no dia 18 de novembro. Abordados em sua própria casa, na cidade de Cerquilho, interior de São Paulo, Marcos e Thalita tiveram computadores, HDs, smartphones, quatro automóveis, pouco mais de 25 mil reais em dinheiro, jóias e alguns documentos apreendidos, além do bloqueio das contas no banco.

Segundo o delegado responsável pela operação, Valdemar Latance Neto, o Mega Filmes HD rendia para o casal cerca de R$ 70 mil mensais por meio das mais de 60 milhões de visualizações em um período de apenas 30 dias. Agora, após os 10 dias atrás das grades, Marcos e Thalita (soltos no último sábado, dia 28) respondem em liberdade a dois processos: organização criminosa e violação de direitos.

Para esclarecer algumas dúvidas dos fãs do site, grupo certamente composto por muitos dos que assinaram a petição em prol da soltura do casal, eles decidiram responder às indagações feitas por telefone pelo pessoal do Motherboard. Como surgiu o Mega Filmes HD? Como foi o tempo na prisão e quais são os planos para o futuro? Confira um resumo das respostas no parágrafo abaixo.

Marcos e Thalita descreveram o período nas carceragens da Polícia Federal como os piores dias de suas vidas e pretendem recomeçar a vida do zero em outro ramo, ainda ligado a tecnologia. Eles relembram que a ideia para iniciar o site surgiu em 2010, quando Marcos voltou de uma temporada trabalhando no Japão. Segundo ele, o objetivo era permitir que pessoas que não podiam pagar tivessem acesso gratuito a filmes e séries. E uma das revelações mais intrigantes é que o dono do Mega Filmes HD garante que não assistia ao conteúdo que publicava. Eu pago Netflix. Chega a ser irônico, né? Pior que é verdade, a Polícia Federal sabe disso, eles apreenderam meu celular e eu assistia pelo celular”, conta, completando que estava acompanhando a série “Narcos”, quando foi detido.

E você, o que acha da postura de Marcos em querer oferecer conteúdo pirata e lucrar por isso? Ainda que ele não recebesse dinheiro, seria algo que mereceria apoio? Considera válido o argumento de “conteúdo para os que não podem pagar”, mesmo diante de serviços de baixo custo como o Netflix? É importante relembrar que diversos rivais do Mega Filmes HD continuam funcionando normalmente, como vimos em uma lista recente.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *