Últimas

Em nota, GranBio diz que causas do incêndio são investigadas

Em nota enviada à imprensa, nesta sexta-feira (4), a GranBio, que foi atingida por um novo incêndio ontem (3), em São Miguel dos Campos, afirmou que as causas para o incidente já estão sendo investigadas. Mais cedo, representantes da empresa se reuniram com ténicos do Instituto de Meio Ambiente (IMA), com o objetivo para prestar novos esclarecimentos, apresentar informações e encontrar uma forma de resolver o problema que, além de causar impactos ao meio ambiente, têm afetado diretamente a população da região.

Na oportunidade, o fogo atingiu também uma área de vegetação nativa existente próxima ao estoque das palhas de cana.

Em função do incêndio em novembro, na quarta-feira (02), o IMA multou a empresa em R$ 230 mil por deixar de adotar medidas de precaução ou contenção em caso de risco de dano ambiental.

Reincidência 

No mês passado, um incêndio de grandes proporções atingiu um galpão de biocombustíveis, localizado às margens da BR-101, na cidade de São Miguel dos Campos, interior de Alagoas.

Como o fogo estava se espalhando pela região, usineiros do local disponibilizaram carros-pipas na tentativa de ajudar no trabalho do Corpo de Bombeiros.

Segundo o soldado Rafael Calheiros, ninguém ficou ferido. Três viaturas da Corporação – duas de Arapiraca e uma de Maceió – foram deslocadas para atender a ocorrência.

Confira a nota na íntegra

A GranBio informa que um o fogo no Centro de Distribuição, localizado em São Miguel dos Campos, está sob controle. Equipes trabalham continuamente desde o início do incidente e conseguiram conter as chamas ainda por volta das 15h de ontem (quinta-feira, 03). Técnicos do IMA estiveram no local. Representantes da empresa se reuniram hoje com a direção do Instituto, em Maceió, para apresentar o plano de prevenção e combate a incêndio da GranBio, aprovado pelo Corpo de Bombeiros. Foram detalhadas também as ações que estão sendo tomadas no local. A empresa ainda apura quanto do estoque foi destruído. As causas do incêndio estão sendo investigadas. O incidente do Centro de Distribuição não alterou o funcionamento da Bioflex, fábrica de etanol de segunda geração, distante 2 km do depósito.

 

 

Por Cadaminuto

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *