Empresa quer ajudar a responder dúvidas de idosos sobre tecnologia

Com as rápidas mudanças no mundo da tecnologia, as pessoas mais velhas podem encontrar algumas dificuldades para utilizar novos dispositivos e serviços lançados. A solução, geralmente, é pedir a ajuda de alguém mais jovem, mas uma empresa quer acabar com essa tradição e oferecer uma espécie de “professor de tecnologia” para esses usuários.

A empresa, que se chama Mummo, tem como objetivo resolver a questões simples de TI, como fazer o upgrade de um sistema operacional, ou consertar pequenos problemas. Tudo o que o usuário deve fazer é enviar uma mensagem de texto para o serviço – não é preciso nem ter um smartphone.

A partir daí, a Mummo usa uma API para identificar o código postal, a localização e o nome do cliente, e encontrar um ajudante que esteja próximo para resolver o problema.

Quem pode ajudar?

A empresa sugere que qualquer um que possua conhecimentos básicos sobre tecnologia e tenha algum tempo disponível se inscreva para ajudar. O “professor” pode iniciar o contato por telefone e, caso sinta necessidade, se locomover até a casa da pessoa.

Preço                                                                                                                       

Depois de finalizado o serviço, o então escolhe o que pagar. O pagamento £ 1 e £ 10 (entre R$ 5,60 e R$ 56), para os problemas resolvidos pelo telefone, e £ 10 a £ 30 (entre R$ 56 e R$170), quando há uma visita presencial.

A Mummo afirma que deve desenvolver um método para garantir que as visitas de colaboradores são seguras para as pessoas e que decidirá, em breve, a porcentagem com a qual ficará do serviço.

Via TechCrunch

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *