Últimas

Encerradas as eleições parlamentares na Venezuela

As urnas para as eleições parlamentares na Venezuela fecharam neste domingo às 18h, horário local (19h, no horário do Recife). Desta eleição resultará um novo parlamento de 167 deputados (três dos quais em representação das comunidades indígenas), para o qual puderam votar 19,8 milhões de venezuelanos.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, antecipou-se à votação, no qual participaram quase 20 formações políticas, e anunciou que radicalizará a revolução bolivariana a partir de 7 de dezembro, caso as forças que apoiam o chavismo obtenham a maioria nas eleições parlamentares.

OBSERVADORES INTERNACIONAIS
A presidenta do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela, Tibisay Lucena, suspendeu a credencial de observador internacional das eleições do ex-presidente da Bolívia, Jorge Quiroga, por violar a lei eleitoral e questionar as eleições venezuelanas. Quiroga está na Venezuela como convidado do partido de oposição Mesa da Unidade Democrática (MUD).

A presidenta da CNE explicou que não é permitido observadores internacionais fazerem declarações sobre o desenvolvimento das eleições parlamentares. Ela exigiu o respeito pela CNE e todas as instituições públicas.

Entre os convidados do MUD estão os ex-presidentes colombiano, Andres Pastrana; Jorge Quiroga, da Bolívia; Mireya Moscoso, do Panamá; Luis Alberto Lacalle, do Uruguai; e os costarriquenhos Laura Chinchilla e Miguel Angel Rodriguez.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *