Últimas

Estado Islâmico implanta armadilhas sofisticadas para impedir tropas do Iraque

O Estado Islâmico tem colocado armadilhas sofisticadas em Ramadi no Iraque, para impedir uma ofensiva iraquiana, com dispositivos que podem desencadear um efeito dominó de explosivos e franco atiradores que têm como alvo os peritos que desativam as bombas, apontam autoridades militares.

Depois de capturar Ramadi em maio, os militantes ligados ao grupo espalharam dispositivos explosivos improvisados, ou IEDs, ligados por um fio até ao gatilho, expandindo o alcance de uma bomba individual. Autoridades militares iraquianas disseram que as armadilhas estão atrasando uma ofensiva para retomar a cidade.

“Todos os atrasos que estamos tendo foram causados pelo plantio de IEDs”, disse o general Al Magsosi Hattem, chefe da divisão de explosivos do exército.

O uso de IEDs pelo Estado Islâmico permitiu que pequenos grupos de insurgentes mantivessem o controle de cidades contra números avassaladores de tropas, disseram autoridades militares iraquianas.

As forças iraquianas têm conseguido antecipar tais armadilhas após as batalhas recentes, como a operação de novembro, no norte da cidade de Sinjar. A operação de Ramadi, apoiada por uma coalizão aérea liderada pelos Estados Unidos, era esperada para acompanhar de perto a vitória em Sinjar, quando as forças curdas lideradas derrotaram os militantes e desmantelaram cerca de 1.000 IEDs.

No entanto, a ofensiva para retomar uma das maiores fortalezas do grupo militante estagnou repetidamente. As forças iraquianas citam os IEDs como o último empecilho para retomar o coração da cidade.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *