"Estávamos errados", diz banco de investimento sobre a Microsoft

O banco de investimentos Goldman Sachs reconheceu nesta sexta-feira, 18, que estava errado ao rebaixar a Microsoft, sugerindo que os clientes vendessem suas ações. Em abril de 2003, a companhia viu sua nota cair para o indicador “Venda”, o que indicava aos clientes que não era seguro manter as ações.

A nota, enviada aos clientes nesta semana, tem como título a frase”Corrigir um erro. A pesquisa de 22 páginas enviada aos clientes analisa todos os negócios da empresa, como o Office, o Windows e o Azure. O documento, no entanto, observa que a Microsoft está passando por uma série de mudanças e, enquanto ela não se concretiza, as ações se mantém neutras.

O banco elogia ainda o trabalho do CEO e da CFO da Microsoft.”A transição em curso da empresa para a nuvem [foi] muito bem executada por uma nova liderança sênior, mais notavelmente Satya Nadella e Amy Hood,” afirma o banco.

Entre as boas perspectivas para o futuro, o Goldman Sachs vê a transição para a nuvem e a expectativa de crescimento dos dividendos da empresa. Com a correção, as ações da empresa passam de “Venda” para “Neutro”, aumentando seu preço de US$ 45 para US$ 57.

Via Bloomberg

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *