Europa discute proposta que pode banir menores de 16 anos da internet

O Parlamento Europeu deve começar a discutir nesta quinta-feira, 17, uma proposta de alteração nas regras de acesso à internet por adolescentes que praticamente baniria todos os menores de 16 anos da rede.

A proposta prevê que qualquer site ou serviço que processe dados seja impedido de permitir a entrada de pessoas com menos de 16 anos, e isso inclui praticamente todos os produtos cotidianos como redes sociais (Facebook, Instagram, YouTube) e apps de mensagens (WhatsApp, Snapchat, Messenger).

Para contornar a proibição, os adolescentes precisariam da permissão explícita dos pais, segundo explica o The Guardian. Atualmente há um consenso entre empresas e entidades que atuam na rede de que a idade mínima para navegar sem supervisão é 13 anos, e até mesmo quem briga pela proteção de crianças e adolescentes na rede desconfia da eficácia da mudança proposta.

Especialistas citados pelo Guardian afirmam que tirar esses jovens da rede fará com que uma camada considerável de europeus cresça privada de educação e oportunidades sociais. É difícil prever, entretanto, se a ideia daria certo, porque mesmo os filtros atuais de idade não funcionam bem, já que basta informar dados falsos aos sites que o acesso é liberado.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *