Últimas

Europa vai estudar o universo escuro em 2020

A Agência Espacial Europeia (ESA) aprovou uma missão em que uma nave, batizada de Euclid, será lançada ao espaço em 2020, com o intuito de estudar o universo escuro. São mais de 1.000 cientistas vindos de 100 instituições de diferentes países do velho continente.

O pesquisador do Instituto de Ciências do Espaço de Barcelona e membro da ESA, Francisco Castander, prevê o sucesso da missão, que revelará a estrutura do universo e ajudará os humanos a entenderem a enigmática energia escura. Já o chefe do projeto Euclid, Guiseppe Raca, afirmou que esse é um grande passo: “Avaliamos todos os elementos e temos a certeza que a missão é factível e poderemos fazer ciência”.

Desde que a Euclid foi selecionada como uma das missões da ESA, os cientistas estudaram o projeto em todos os seus detalhes. Agora, após a sua aprovação, a nave começará a ser construída, para que possa ser lançada em 2020.

A nave terá um telescópio de 1,2 metro de diâmetro e deverá orbitar a 1,5 km da Terra, ao redor do ponto L2 de Largange. A nave vai obter dados durante seis anos, para que os cientistas possam estudar o universo escuro.

Sabe-se atualmente que apenas 5% da matéria pode ser vista, sendo que o restante, apesar de não ser visível, tem sua existência inferida graças aos efeitos de gravidade que exercem. A missão deverá cartografar as formas, posições e movimentos das galáxias que se encontram em cerca de mais de um terço da abóbada celeste. Os astrônomos, ao analisarem esses dados, poderão conhecer mais detalhadamente as características da matéria escura e como ela se comporta.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *