Últimas

Executivo da LG é inocentado da acusação de vandalizar produtos da Samsung durante a IFA

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Um executivo da LG foi acusado de sabotar produtos da Samsung durante a IFA, realizada em setembro de 2014, em Berlim. O caso repercutiu e levou à investigação que durou bastante tempo. As máquinas de lavar da Samsung foram encontradas com “defeitos” constrangedores durante as vendas nas lojas alemãs e um vídeo divulgado na Coreia mostra que, supostamente, o Presidente da divisão de eletrodomésticos da LG estaria envolvido nos problemas para desmoralizar a marca rival.

A vítima dos supostos crimes de sabotagem entrou com uma ação contra a concorrente. No entanto, uma notícia divulgada neste fim de semana pelo The Korea Herald informou que um tribunal local finalmente absolveu, na sexta-feira, o executivo Jo Seong-jin, acusado de destruir arruelas de produtos da Samsung Electronics em duas lojas de Berlim em setembro de 2014, citando a falta de provas.

O caso de sabotagem teria ocorrido coincidentemente durante o Internationale Funkausstellung (IFA) onde as duas gigantes da tecnologia sul-coreana competiam pelo centro das atenções com seus produtos eletrônicos. A Samsung apresentava uma máquina de lavar que destaca uma tecnologia de alta resistência na fechadura da tampa, que teria sido o alvo da trapaça da rival.

Na ocasião, a Samsung alegou que membros da equipe LG foram vistos quebrando as portas de máquinas de lavar roupa da Samsung nas lojas e foram denunciados à polícia local por funcionários da loja.

O caso foi investigado e a procuradoria sul-coreana vistoriou a sede da LG Electronics em Seul, e recolheram documentos e discos rígidos com material relacionado à IFA. A vistoria também ocorreu em uma fábrica de eletrodomésticos da LG na cidade de Changwon, no sudeste do país.

O tribunal, no entanto, disse que a acusação não conseguiu provar que o presidente Jo de fato quebrou as anilhas, tampouco que ele tinha a intenção de fazê-lo.

Apesar de demorar cerca de um ano para o resultado do julgamento, o executivo de 59 anos de idade também foi inocentado das acusações de obstrução do dever, que tinha sido acrescentada às demais alegações. Essa acusação adicional veio quando a LG Electronics afirmou em um comunicado à imprensa, após ser acusada, que as partes das arruelas da Samsung quebraram porque são vulneráveis.

O Tribunal disse que o comunicado de imprensa contém uma expressão de opinião, não uma afirmação de fato e, portanto, não pode ser considerada como espalhar informações falsas.

Apesar do material em vídeo abaixo (infelizmente apenas em coreano), é realmente difícil determinar com certeza que os membros da LG tenham propositalmente boicotado os produtos da Samsung – mas que esse parece ser o caso, parece.

[embedded content]

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *