Últimas

Expectativa na Argentina com dólar liberado e desvalorização no horizonte

O ministro de Fazenda e Finanças da Argentina Alfonso Prat-Gay participa de coletiva de imprensa sobre o fim do que é conhecido como "cepo cambiario. Foto: AFP EITAN ABRAMOVICH
O ministro de Fazenda e Finanças da Argentina Alfonso Prat-Gay participa de coletiva de imprensa sobre o fim do que é conhecido como “cepo cambiario. Foto: AFP EITAN ABRAMOVICH

Os argentinos terão a possibilidade de comprar hoje até dois milhões de dólares caso desejarem, ao preço fixado pelo mercado, anunciou na véspera o governo, ao eliminar as restrições do câmbio que estavam em vigor desde 2011.

A grande expectativa diz respeito ao nível da desvalorização.

A hora da verdade será o momento de abertura dos mercados, a partir das 10h locais (11h de Brasília), quando começará a venda de dólar.

Durante o dia de ontem, a demanda deve definir a diferença com a última cotação oficial da divisa no país, cuja moeda teve paridade com o dólar entre 1991 e 2001.

“A partir de amanhã, qualquer pessoa poderá comprar dólares”, disse ontem o ministro da Fazenda, Alfonso Prat-Gay, ao anunciar o fim do que é conhecido como “cepo cambiario”, uma promessa de campanha do novo presidente Mauricio Macri.

O último dia de controle cambial terminou com o dólar a 9,84 pesos na cotação oficial, contra 14,57 no mercado paralelo.

Analistas acreditam que a intenção do novo governo é uma cotação de 14,50 pesos por dólar, o que implicaria uma forte desvalorização com o risco de transferências aos preços no varejo.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *