Últimas

Fazendeiro é autuado por obstruir nascente de rio no Agreste de Alagoas

Quatro barragens foram construídas no local para prática de piscicultura. IMA derrubou instalações com uma retroescavadeira e multou proprietário.

 

Moradores da cidade de Igreja Nova, no Agreste de Alagoas, realizaram uma denúncia ao Instituto do Meio Ambiente (IMA) que foi confirmada através de uma fiscalização realizada na última quinta-feira (3). O dono de uma fazenda, no povoado Flexeiras, realizou a obstrução de uma nascente. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (4).

Os técnicos da Gerência de Monitoramento e Fiscalização do IMA estiveram no local e detectaram a  instalação de quatro barragens para prática de piscicultura, que obstruiam a nascente, e com uma retroescavadeira derrubaram o local.

No início deste ano, uma equipe esteve no mesmo local e autuou o proprietário. Na ocasião foi feita uma solicitação para que o mesmo desobstruísse a nascente. Pedido que não foi atendido pelo proprietário.

De acordo com Larissa Almeida, consultora ambiental do IMA, o processo está em análise. “O órgão ainda está decidindo o que fará em relação à multa e à reparação dos danos. O proprietário também terá que apresentar um Termo de Ajustamento de Conduta”, afirmou.

Interdição
Na mesma ocasião, também no município de Igreja Nova, os fiscais interditaram uma indústria de beneficiamento de arroz. O proprietário do local já havia sido advertido em 2014 por falta de licença ambiental e também não tomou as devidas providências para regularização.

“Por causa disso, ficou decidido que o empreendimento deveria ser interditado”, conta Larissa. Ainda segundo a consultora, para a liberação das atividades, os responsáveis deverão entrar com um processo de licenciamento para regularização da situação.

 

G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *