Últimas

Funcionária da Mafrios permanece internada na UTI da UE em Arapiraca

A funcionária da empresa Marfrios, Vilma da Silva, 45 anos, que recebeu uma descarga elétrica quando atravessava a Rodovia AL-220, em Arapiraca, na noite de terça-feira (1º), permanece internada na Unidade de Emergência do Agreste (UE).

De acordo com a assessoria do hospital, Vilma da Silva se encontra na ala vermelha da unidade e foi transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O estado de saúde dela é considerado grave, porém estável.

Ela saiu do trabalho na empresa Marfrios e ao atravessar a AL-220 (Avenida José Alexandre) teria encostado em um poste de energia elétrica, no canteiro central da rodovia, e levado uma descarga elétrica.

Sem providências

A duplicação da AL-220 foi uma obra realizada pelo governo do estado na gestão do então governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) e entregue em 2013. Segundo o governo, à época, a Prefeitura de Arapiraca ficaria responsável pela iluminação pública da rodovia.

O Portal 7 Segundos entrou em contato com o subsecretário de Limpeza e Iluminação Pública, Diogo Cajueiro, para saber sobre a responsabilidade da prefeita com o incidente que causou a descarga elétrica em Vilma da Silva.

O subsecretário de Iluminação Pública afirmou ao portal que a responsabilidade é do governo do estado e que a Prefeitura de Arapiraca é responsável pelo pagamento da conta de iluminação e troca de lâmpadas dos postes da rodovia no perímetro urbano da cidade.

Ele afirmou que já entrou em contato com o Departamento de Estradas de Rodagens (DER-AL) informando o ocorrido e que os técnicos do órgão estadual informaram que estão providenciando os reparos necessários no poste em que a mulher se acidentou.

“Não temos o projeto da obra de construção da Rodovia AL-220 e a responsabilidade é do governo do estado. Já entramos em contato com os técnicos do DER e as providências serão tomadas, só não sei o que eles vão fazer”, afirmou Diogo Cajueiro.

DER

Em contato com a assessoria de imprensa do DER para saber as providências que estão sendo tomadas, de acordo com a declaração do subsecretário Diogo Cajueiro, o assessor Carlos Victor disse ao 7 Segundos que o DER não tem qualquer tipo de responsabilidade com a iluminação publica da AL-220.

“A responsabilidade do DER e apenas com as estradas se o problema for na rodovia nós nos responsabilizamos, fora isso nada mais”, respondeu Carlos Victor.

Questionado sobre a manutenção do poste para que outros acidentes não aconteçam e até causem a morte de alguém, o assessor disse que qualquer pessoa pode ligar para a Eletrobras e solicita o reparo no poste.

Eletrobras

A assessoria de imprensa da Eletrobras respondeu ao 7 Segundos por e-mail. No documento eletrônico, a assessoria afirma:

“A responsabilidade pela gestão de iluminação pública, por lei, é dos municípios. Qualquer reparo, manutenção ou melhoria na rede instalada em postes exclusivos de iluminação não podem ser executados pela Eletrobras”.

O documento da empresa, via assessoria, conclui: “Apesar de não ser a responsável, a Eletrobras desligou a energia, apenas nesse local, por medidas de segurança”.
Por: 7 Segundos

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *