Últimas

Fundaj apresenta seleção de filmes na Expectativa 2016/ Retrospectiva 2015

Chatô - O Rei do Brasil é um dos longas exibidos na mostra de cinema da Fundaj este mês. Foto: Milocos/Divulgacao
Chatô – O Rei do Brasil é um dos longas exibidos na mostra de cinema da Fundaj este mês. Foto: Milocos/Divulgacao

O Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), pela primeira vez com duas salas, vai apresentar sua seleção de filmes (Expectativa 2016/ Retrospectiva 2015) que encerra mais um ano importante de trabalho no cinema brasileiro. De acordo com o órgão, serão cerca de 40 filmes exibidos em 11 dias com títulos exibidos ao longo dos últimos 12 meses nos cinemas da Fundação e também no circuito comercial, além de algumas pré-estreias de títulos inéditos.

De acordo com a Fundaj, a mostra de final de ano atrai em média 4 mil espectadores e é uma excelente oportunidade de ver ou rever com excelente som e projeção filmes pela última vez na tela grande, antes do home video, TV, Netflix, torrents, entre outros. Neste ano, ocorreu a inauguração do Cinema do Museu, sala de referência técnica hoje no país, com mais 170 lugares no bairro de Casa Forte.

Mais informações sobre a mostra podem ser conferidas pelo telefone (81) 3073-6272, e-mail cinema@fundaj.gov.br, twitter.com/CinemaFundacao, site da fundação (www.fundaj.gov.br), blog (www.cinemadafundacao.blogspot.com) e Facebook (www.facebook.com/pages/Cinema-da-Fundacao-Joaquim-Nabuco/116430668473151). Os ingressos custam R$ 14 (inteira), R$ 7 (meia), R$ 16 (inteira 3D), R$ 8 (meia 3D/acima de 60 anos/estudantes), além da promoção com  preço único de R$ 5 (R$7 para 3D) na terça-feira. As duas salas deverão encerrar o ano com cerca de 70 mil espectadores. Confira alguns destaques da programação:  

10 de dezembro (quinta-feira)
 
Estreia
Chatô – O Rei do Brasil (14h, 16h e 20h)

De Guilherme Fontes. Com Marco Ricca, Andréa Beltrão, Paulo Betti. Um caso  atípico no Cinema Brasileiro, em produção por quase 20 anos, o Cinema da Fundação programa Chatô para podermos olhá-lo com mais cuidado. O magnata das comunicações Assis Chateaubriand (Marco Ricca) é a estrela principal de um programa de TV chamado “O Julgamento do Século”, realizado bem no dia de sua morte. É nele que Chatô relembra fatos marcantes de sua vida, como os casamentos com Maria Eudóxia (Letícia Sabatella) e Lola (Leandra Leal), a paixão não-correspondida por Vivi Sampaio (Andréa Beltrão), como manipulava as notícias nos veículos de comunicação que comandava e a estreita e conturbada ligação com Getúlio Vargas (Paulo Betti), que teve início ainda antes dele se tornar presidente. 102min/14 anos

Dívida de Honra (15h40)
(The Homesman, EUA, 2015) De Tommy Lee Jones. Com Tommy Lee Jones, Hilary Swank, Miranda Otto. 1854. Por mais que seja forte e independente, Mary Bee Cuddy (Hilary Swank) guarda uma profunda mágoa devido à solidão que sente. Ela precisa levar três mulheres insanas até o Iowa, onde poderão viver em paz. No caminho ela encontra Georges Briggs (Tommy Lee Jones), um criminoso que tem sua vida salva por Mary Bee. Em retribuição, ele segue viagem ao lado dela e a ajuda em sua jornada. California Filmes/ 16 anos/ 122min

14 de dezembro (segunda-feira)

A Doce Vida (14h40)
(La Dolce Vita, Fra/Ita., 1960) De Federico Fellini. Com Marcello Mastroianni, Anita Ekberg, Anouk Aimée. O jornalista de tabloides sensacionalistas Marcello se esforça para encontrar uma maneira de se tornar um escritor sério enquanto divide-se entre a fascinante cena da elite social de Roma e a vida doméstica sufocante oferecida por sua namorada. 174 min. / 14 anos / 35 mm

15 de dezembro (terça-feira)

Nosferatu: o vampiro da noite (15h30)
(Nosferatu: Phanton der Nacht, FRA, ALE, 1979) De Werner Herzog. Com Klaus Kinski, Isabelle Adjani, Bruno Ganz. Versão de Werner Herzog para o clássico de Bram Stoker. Jonathan Harker é um agente imobiliário que visita a Transilvânia para fazer um negócio, ignorando o mal presságio de sua esposa Lucy. Ele visita o castelo do Conde Drácula e acaba se tornando prisioneiro deste. 12 anos/ 84min/

Chatô – O Rei do Brasil, com debate especial com Guilherme Fontes, diretor do longa (19h30)
De Guilherme Fontes. Com Marco Ricca, Andréa Beltrão, Paulo Betti. O magnata das comunicações Assis Chateaubriand (Marco Ricca) é a estrela principal de um programa de TV chamado “O Julgamento do Século”, realizado bem no dia de sua morte. É nele que Chatô relembra fatos marcantes de sua vida, como os casamentos com Maria Eudóxia (Letícia Sabatella) e Lola (Leandra Leal), a paixão não-correspondida por Vivi Sampaio (Andréa Beltrão), como manipulava as notícias nos veículos de comunicação que comandava e a estreita e conturbada ligação com Getúlio Vargas (Paulo Betti), que teve início ainda antes dele se tornar presidente. 102min/ 14 anos/

19 de dezembro (sábado)

Ponte de Espiões (15h20)
De Steven Spielberg. Com Tom Hanks, Mark Rylance, Scott Shepherd. Em plena Guerra Fria, o advogado especializado em seguros James Donovan (Tom Hanks) aceita uma tarefa muito diferente do seu trabalho habitual: defender Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Mesmo sem ter experiência nesta área legal, Donovan torna-se uma peça central das negociações entre os Estados Unidos e a União Soviética ao ser enviado a Berlim para negociar a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos. Fox Filmes/ 12 anos/ 132min

Mad Max – Fury Road (18h)
De George Miller. Com Tom Hardy, Charlize Theron, Zoë Kravitz. Após ser capturado por Immortan Joe, um guerreiro das estradas chamado Max (Tom Hardy) se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa (Charlize Theron) na tentativa se salvar um grupo de garotas. Também tentanto fugir, Max aceita ajudar Furiosa em sua luta contra Joe e se vê dividido entre mais uma vez seguir sozinho seu caminho ou ficar com o grupo. 16 anos/ Warner/ 120min

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *