Últimas

Geraldo Julio lidera pesquisa de intenção de votos

Se as eleições municipais fossem realizadas hoje, o atual prefeito do Recife,
Geraldo Julio (PSB), seria reeleito com ampla vantagem em relação aos
adversários. Os dados, apontados pela pesquisa de intenção de votos da
Datamétrica, revelam que o socialista venceria o pleito em todos os três
cenários traçados pelo levantamento (com uma lista de candidatos
pré-definidos), assim como na pesquisa espontânea (na qual a população
respondeu naturalmente). Independente do adversário político, Geraldo
conquistaria a vitória com índices que variam de 22% a 36%.

O cenário mais apertado para o atual prefeito seria numa disputa com João
Paulo, que governou a cidade por oito anos consecutivos (2000-2008). Apesar de
pertencer ao partido com o maior índice de rejeição (40%) entre os recifenses,
o levantamento aponta que o petista é, atualmente, o adversário mais forte
após o socialista. O atual superintendente da Sudene aparece com 19% dos
votos. Esse cenário (2) é o único com possibilidade de haver um segundo turno,
já que o índice de João Paulo somado ao dos demais concorrentes chegaria a
29%, enquanto Geraldo apresenta 31%. Uma diferença que poderia ser reduzida ou
ampliada devido à margem de erro da pesquisa: 2,2 pontos percentuais para mais
ou para menos.

Nos demais cenários analisados pela Datamétrica, tanto na pesquisa espontânea
quanto nas estimuladas, Geraldo Julio aparece com uma folga maior que o
semonatório das intenções de voto dos demais candidatos. Na pesquisa
espontânea, a diferença entre o socialista para os demais é de sete pontos
percentuais; no cenário 1, a soma dos votos obtidos pelos adversários de
Geraldo corresponde a 13% das intenções de voto, enquanto o socialista aparece
com 36%; no terceiro cenário a diferença é de 11 pontos percentuais.

O nome do peemedebista Jarbas Vasconcelos, que vem sendo ventilado como um
possível candidato à prefeitura da capital pernambucana, foi lembrado pelos
recifenses na abordagem espontânea. Ele aparece com 4% das intenções de voto.
Já o petista Mozart Sales, que faz parte da diretoria da Hemobrás, apareceu
com apenas 1% dos votos nos dois cenários em que teve seu nome listado – seu
nome foi colocado no lugar do correligionário João Paulo. O baixo percentual
pode ser atribuído ao fato de ele ser um candidato desconhecido, assim como
também pode ser um reflexo da rejeição que o PT obteve na capital.

O número de eleitores que afirmaram votar branco, nulo ou em nenhum dos
candidatos é elevado em todos os cenários apontados pela pesquisa: os
percentuais variam de 28% a 36%. Os percentuais talvez se justifiquem pelo
fato de que ainda restam dez meses para a realização das eleições, e alguns
nomes podem crescer nas intenções de voto com base nessa parcela da população
recifense.

Dos demais nomes simulados, os dos deputados estaduais Sílvio Costa Filho
(PTB) e Edilson Silva (PSol) foram os que apresentaram uma certa
representatividade. O petebista oscilou entre 4% e 5%, e o psolista variou
entre 2% e 5%. A também deputada estadual Priscila Krause (DEM) aparece com 3%
dos votos em um dos cenários, enquanto a vereadora Isabella de Roldão (PDT)
manteve o percentual de 2% em dois cenários nos quais seu nome foi colocado à
disposição dos entrevistados.

Confira detalhes da pesquisa na edição impressa do Diario deste domingo

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *