Últimas

Governo quer valor do investimento em 2016 próximo ao de 2015

Em defesa dos investimentos e visando a retomada do crescimento econômico, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou hoje que “não é cortando investimento que a economia brasileira vai se recuperar”. Segundo o ministro, a intenção do governo é estabilizar o valor do investimento no ano que vem num volume próximo ao de 2015.

O ministro se colocou disposto a trabalhar com a nova meta fiscal aprovada e disse que o esforço agora é para recuperar o investimento privado. “É preciso estabilizar o nível de atividade para ter um processo de recuperação fiscal mais rápido”, frisou.

Entre os investimentos que estão na mira do governo, o ministro lembrou dos programas de telecomunicação e de concessão e destacou a necessidade de reavaliar o gasto público. “Através de programas de concessão, planejamento aumentar recursos do setor privado. Mesmo numa fase com redução do nível de atividade, tem muita oportunidade”.

Despesa
Na avaliação de Barbosa, o governo precisa usar o sistema de metas não apenas para o resultado fiscal, mas também para o volume de despesas. Segundo ele, essa combinação pode trazer bons resultados para o País. “O caminho é combinar regras de resultado primário com uma margem que absorve as flutuações macroeconômicas associado a uma regra de despesas”, afirmou.

Bem-humorado, o ministro afirmou ainda que o maior desafio do País hoje é o fiscal e classificou essa como uma “boa notícia”, pois só depende do governo para resolvê-la. “Hoje, nosso maior desafio é fiscal, e é uma boa notícia porque só depende da gente”, afirmou antes de lembrar que “o tempo da política fiscal é mais demorado que a da cambial e monetária.

Com o esforço do governo para reduzir o nível de despesa, o ministro afirmou que o País deverá fechar 2015 com o nível de despesa muito próximo ao programado pela equipe econômica em maio.

O ministro reconheceu os momentos difíceis pelos quais passa a economia brasileira. “Estamos atravessando um momento em que a economia brasileira passa por vários ajustes, estamos buscando construir as bases para um novo ciclo de desenvolvimento”, disse. Lembrando da queda na arrecadação, Barbosa disse a queda do nível de atividade surpreendeu não só o governo quanto o mercado e o reflexo do movimento foi uma queda na arrecadação federal. “O momento, temos o desafio de estabilizar o nível de atividade econômica e precisamos estabilizar o investimento”, reforçou o ministro.

Ainda no início de sua fala em evento no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Barbosa agradeceu ao apoio dos parlamentares para a aprovação de medidas orçamentárias nos últimos dias como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que reduziu a meta fiscal, e a Lei Orçamentária Anual (LOA), atém do Programa Plurianual (PPA).

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *