Últimas

Grupo pró-impeachment diz que sofreu censura do Facebook

Rogério Chequer diz que foi censurado. Foto: Twitter/ Reprodução
Rogério Chequer diz que foi censurado. Foto: Twitter/ Reprodução

 
Na véspera da última manifestação do ano pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, a página no Facebook do Vem Pra Rua Brasil, um dos principais grupos que estão à frente dos protestos, ficou quatro horas fora do ar, segundo o movimento. Em post publicado depois do episódio, o grupo diz acreditar em “censura”.

“Isso tem a aparência de ser uma ação deliberada. O Facebook até agora não se manifestou. A minha página pessoal também foi tirada do ar”, diz o empresário Rogério Chequer, porta-voz do movimento.

Após ouvir o empresário, a reportagem pesquisou pelo Google os termos “Facebook” e “Rogério Chequer”, e o primeiro resultado da busca estava indisponível. O mesmo ocorreu no início da tarde com a pesquisa “Vem Pra Rua Brasil”, cujo primeiro resultado é a página do movimento na rede social, mas depois o conteúdo podia ser acessado normalmente.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do Facebook disse que levantaria as informações para saber o que ocorreu com a página do Vem Pra Rua e com o perfil de Chequer.

A página de outro grupo organizador dos protestos pelo impeachment, o Movimento Brasil Livre (MBL), estava no ar normalmente neste sábado.

Os grupos pró-impeachment convocaram protestos em todos os Estados para este domingo, 13. Em São Paulo, a manifestação será realizada na Avenida Paulista, onde estarão concentrados cinco carros de som.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *