Últimas

Informada sobre operação da PF, Dilma mantém agenda em Minas

A presidente Dilma Rousseff confirmou a viagem para Minas Gerais onde cumpre agenda nesta terça-feira. Na manhã desta terça-feira, antes de embarcar, a presidente conversou por telefone com alguns ministros e foi informada sobre a Operação Catilinárias, que cumpre 53 mandados de busca e apreensão em diversos locais, inclusive na Câmara dos Deputados e na residência oficial do presidência da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).Dilma retorna às 13h para Brasília. Às 15h30, a presidente recebe representantes de entidades sindicais e empresariais e, às 17h, participa da 1ª Conferência de Política Indigenista, no Centro Internacional de Convenções do Brasil. O vice-presidente Michel Temer também foi informado da operação, quando estava no Palácio do Jaburu. A previsão, segundo sua assessoria, é de Temer cumprir agenda de trabalho na vice-presidência no anexo do Planalto.

No final da tarde desta segunda-feira, Eduardo Cunha esteve reunido com Temer. Cunha entrou e saiu por uma porta lateral do anexo do Planalto para evitar a imprensa e saiu de lá bastante irritado. Na ocasião, as explicações dadas foram de que o encontro seria em razão da movimentação do governo que quer cooptar deputados de outros partidos, como o PR, para o PMDB, de forma a conseguir os votos necessários para tirar Leonardo Quintão (MG) da liderança do partido e devolver o comando da legenda para Leonardo Picciani (RJ).

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *