Últimas

Jovem morto durante confronto entre PMs e criminosos é enterrado no Rio

O corpo do jovem Wesley Daniel Santos Oliveira, de 17 anos, foi enterrado nesta quarta-feira no Cemitério de Inhaúma, na zona norte do Rio, em meio a protestos da família, de amigos e vizinhos do rapaz. Ele foi morto após levar três tiros na noite dessa terça-feira, na comunidade do Jacarezinho, na zona norte da cidade, durante um confronto entre policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) e da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (Core) e criminosos do local.

Testemunhas disseram que o jovem saía de um culto em uma igreja evangélica da comunidade, no mesmo momento, e, para se proteger, se escondeu atrás de um carro, onde foi atingido na cabeça, no rosto e no tórax. Wesley chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Engenho Novo, mas chegou morto.

Hoje no enterro, moradores da comunidade ameaçaram fechar o trânsito na Avenida Automóvel Clube, em frente ao cemitério, mas ao serem impedidos pela Polícia Militar, acabaram fazendo uma manifestação pacífica com faixas em que pediam o fim dos conflitos: “Basta! Jacarezinho pede Paz”.

Os amigos homenagearam o rapaz vestindo camisas com fotos dele. Muito emocionada a mãe do jovem, Maria Quitéria Conceição dos Santos, negou que o filho fosse envolvido com o crime e destacou que ele tinha carteira de trabalho como entregador. “Meu filho tinha 17 anos só. Interrompeu, ele queria servir o Exército”, disse a mãe.

A investigação está sendo feita pela Divisão de Homicídios, que busca no local provas para esclarecer o caso. As armas dos policiais envolvidos no tiroteio foram apreendidas para que seja feita a perícia.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *